Diferenças entre edições de "Ecosia"

1 byte adicionado ,  17h39min de 1 de abril de 2019
m
Historia > História
m (traduções nas citações, outros ajustes)
m (Historia > História)
A Ecosia usa 80% de seus lucros de receita de publicidade para apoiar projetos de reflorestamento. Em outubro de 2018, o fundador Christian Kroll anunciou que entregou parte de suas ações para a Purpose Foundation.<ref>{{citar web|url=https://www.zeit.de/2018/44/gruendungspolitik-start-ups-jungunternehmer-umweltschutz-angela-merkel-gruene|titulo="Good bye, Frau Merkel" (em Alemão)|data=|acessodata=13 de janeiro de 2019|publicado=|ultimo=|primeiro=}}</ref> Como resultado, o co-proprietário da Kroll e Ecosia, Tim Schumacher, desistiu do seu direito de vender a Ecosia ou de tirar qualquer lucro da empresa.<ref>{{citar web|url=https://berlinvalley.com/ecosia-christian-kroll-ueberzeugungstaeter/|titulo=Ecosia- Gründer Christian Kroll ist ein Überzeugungstäter (em Alemão)|data=|acessodata=13 de janeiro de 2019|publicado=|ultimo=|primeiro=}}</ref>
 
== HistoriaHistória ==
A Ecosia foi lançada pela primeira vez em 7 de dezembro de 2009 para coincidir com as negociações climáticas da ONU em Copenhague.<ref>{{citar web|url=www.techweekeurope.co.uk/e-innovation/microsoft-backed-green-search-engine-attacks-google-2661|titulo=Microsoft-Backed Green Search Engine Attacks Google|data=|acessodata=13 de janeiro de 2019|publicado=|ultimo=|primeiro=}}</ref> Ao longo do tempo, a Ecosia apoiou vários programas de plantação de árvores. Até dezembro de 2010, os fundos da Ecosia foram para um programa da WWF Alemanha que protegia o Parque Nacional do Juruena, na bacia amazônica. Para proteger esta área, os organizadores elaboraram e financiaram planos com companhias madeireiras e as comunidades locais.
 
28

edições