Diferenças entre edições de "Nomadismo"

5 bytes removidos ,  17h55min de 16 de abril de 2019
sem resumo de edição
m (Foram revertidas as edições de 2804:7F7:A6A1:F854:E445:2C98:1AEE:3D63 para a última revisão de Stuckkey, de 17h44min de 20 de março de 2019 (UTC))
Etiqueta: Reversão
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
Na [[Ásia]] Central e Setentrional a população optou e continuou com o seu estilo de vida característico dos nómadas, mudando frequentemente os seus locais de acampamento. Ampliou-se com o avanço e a diversificação da criação de gado e tem sobrevivido até aos nossos dias sem modificações assinaláveis. É o caso das tribos nómadas [[mongóis]], a viverem em regiões onde a vegetação típica das [[estepe]]s proporciona boas pastagens com condições naturais para a manutenção de grandes rebanhos.
 
Na [[Índia]] uma cultura nómada de caçadores destacou-se na domesticação e criação de animais. Grupos de pequenas famílias ou comunidades, atravessavam os rios utilizando jangadas, cobriam o corpo com peles de animais e usavam equipamento de caça como o arco e a flecha com [[micrólitos]] na ponta.
 
No [[Saara]] uma economia de pastoreio nómada mais desenvolvida pode ter sido também uma consequência da desertificação crescente. Na [[África Oriental]], fenómenos como a dessecação dos lagos, onde eram abundantes os recursos alimentares, alterou a fixação das populações que passaram a um regime de pastoreio nómada que permaneceu até tempos recentes.
Utilizador anónimo