Diferenças entre edições de "Angina"

19 bytes removidos ,  18h48min de 10 de maio de 2019
m
Desfeita(s) uma ou mais edições de 200.216.242.34, com Reversão e avisos
(Complementos)
m (Desfeita(s) uma ou mais edições de 200.216.242.34, com Reversão e avisos)
A '''angina de peito''' ou '''''angina pectoris''''' é uma dor torácica devida ao baixo abastecimento de oxigênio e nutrientes ([[isquemia]]) ao músculo cardíaco ([[miocárdio]]). Geralmente é devida à obstrução ou [[espasmo]]s (contrações musculares involuntárias) das [[artéria coronária|artérias coronárias]] (os vasos sanguíneos do coração). A principal causa de angina, são devidas a [[aterosclerose]] ou trombo. O termo deriva do [[Latim clássico|latim]] ''angere'' ("estrangular") e ''pectus'' ("peito"), e pode, portanto, ser traduzido como «estrangulamento do peito».
 
==Sinais e Sintomas ==
[[File:Angina video.webm |thumb|upright=1.4|Vídeo com Legenda]]
A maioria dos pacientes com angina queixam-se de desconforto no peito, o desconforto é habitualmente descrito como pressão, peso, aperto, ardor, ou sensação de choque. A dor de angina pode ser localizada principalmente no centro do peito, costas, pescoço, queixo ou ombros. A irradiação da dor ocorre, tipicamente, para os braços (esquerdo principalmente), ombros e pescoço. A angina é normalmente ativada por excesso de stress emocional, esforço físico, depois de uma refeição farta, e temperaturas baixas. A dor pode ser acompanhada por suores e náuseas em alguns casos. Normalmente dura cerca de 1 a 5 minutos, e é acalmada pelo descanso ou medicação específica. Dor no peito que dura apenas alguns segundos não é, normalmente, angina.
Uma variante de angina (angina de Prinzmetal) ocorre em pacientes com artérias coronárias normais ou com níveis de arteroesclerose insignificantes. Pensa-se ser causado por espasmos nas [[artéria]]s. Ocorre preferencialmente em mulheres jovens.
 
==Diagnóstico / Exames==
Em pacientes com angina ocasional que não têm dores no peito, um [[eletrocardiograma]] é tipicamente normal, a não ser que existam problemas cardíacos no passado. Durante a dor podem ser observadas modificações do eletrocardiograma. Para detectar estas variações podem ser feitos eletrocardiogramas enquanto o paciente corre numa esteira ([[teste de esforço|teste ergométrico]]).