Abrir menu principal

Alterações

Resgatando 3 fontes e marcando 0 como inativas. #IABot (v2.0beta14)
</ref>
 
Desde 2008, a Pitchfork também possui um canal de [[Web TV|TV online]] <nowiki/>via [[streaming]], o Pitchfork.tv. <ref>{{citar web|url = http://info.abril.com.br/aberto/infonews/042008/08042008-15.shl|titulo = Pitchfork estréia canal de TV online|autor = Felipe Zmoginski|data = |publicado = 8 de Abril de 2008|acessodata = 5 de Fevereiro de 2010}}
{{citar web|url = http://info.abril.com.br/aberto/infonews/042008/08042008-15.shl|titulo = Pitchfork estréia canal de TV online|autor = Felipe Zmoginski|data = |publicado = 8 de Abril de 2008|acessodata = 5 de Fevereiro de 2010|arquivourl = https://web.archive.org/web/20081202053525/http://info.abril.com.br/aberto/infonews/042008/08042008-15.shl|arquivodata = 2008-12-02|urlmorta = yes}}
</ref>
 
 
=== Críticas ===
Uma queixa comum sobre a Pitchfork é a de que a linha editorial do sítio sofre de uma visão estreita quanto à música independente, favorecendo o [[lo-fi]] e muitas vezes o [[indie rock]] obscuro e dando tratamento superficial para outros gêneros. <ref name=":1">{{citar web|URL = http://www.citypages.com/2006-06-14/news/the-pitchfork-effect/|título = The Pitchfork Effect|data = 14.06.2006|acessadoem = 23 de novembros e 2014|autor = |publicado = City Pages|arquivourl = https://web.archive.org/web/20080622163716/http://www.citypages.com/2006-06-14/news/the-pitchfork-effect|arquivodata = 2008-06-22|urlmorta = yes}}</ref> Alguns críticos têm sugerido que o site classifica álbuns de cenas musicais particulares ou certos artistas de forma mais favorável, a fim de reforçar a sua influência quando tal música se torna popular. <ref>{{citar web|URL = http://www.slate.com/articles/arts/music_box/2006/11/die_pitchfork_die.html|título = Die, Pitchfork, Die!|data = |acessadoem = 23 de novembro de 2014|autor = Matthew Shaer|publicado = Slate}}</ref>
 
A maioria das críticas, no entanto, foca no estilo de resenhar álbuns do sítio. Os críticos argumentam que o site com frequência enfatiza a própria escrita do resenhista no lugar da música real que está sendo resenhada, às vezes nem mesmo resenhando o álbum e, em vez disso, criticando a integridade do artista. <ref name=":1" /> A Pitchfork é também conhecida por dar nota "0.0", considerando o trabalho resenhado como totalmente sem valor. Um crítico escreveu que a nota "0.0" da Pitchfork para um álbum específico pode ser tida como não mais do que um "golpe de publicidade barata" para um site que "vive da controvérsia". <ref>{{citar web|URL = http://www.dustedmagazine.com/features/651|título = All Y'All Haters|data = |acessadoem = 23 de novembro de 2014|autor = Charlie Wilmoth|publicado = Dusted Magazine}}</ref>
 
==== Pitchfork.tv ====
Em [[07 de abril]] de [[2008]], a Pitchfork Media lançou Pitchfork.tv, um canal audiovisual online com [[videoclipe|videoclipes]], [[Documentário|documentários]] e outras produções relacionadas a bandas de música independente. Ele apresenta bandas que são normalmente encontradas no site principal, Pitchfork. <ref>{{citar web|URL = http://mashable.com/2008/03/04/pitchforktv/|título = Pitchfork Media to Launch Documentary Network for Music|data = 04.03.2008|acessadoem = 29 de novembro e 2014|autor = Kristen Nicole|publicado = Mashable}}</ref> <ref>{{citar web|URL = http://blogs.suntimes.com/music/2008/03/pitchfork_founder_and_indieroc_1.html|título = Pitchfork's Ryan Schreiber talks about the new future of the site|data = 05.03.2008|acessadoem = 29 de novembro de 2014|autor = Jim DeRogatis|publicado = Chicago Sun-Times|arquivourl = https://web.archive.org/web/20141205054152/http://blogs.suntimes.com/music/2008/03/pitchfork_founder_and_indieroc_1.html|arquivodata = 2014-12-05|urlmorta = yes}}</ref>
 
==== Altered Zones ====
216 545

edições