Diferenças entre edições de "Prosopon"

12 bytes removidos ,  18h03min de 4 de junho de 2019
m
manutênção refs.
(Resgatando 0 fontes e marcando 1 como inativas. #IABot (v2.0beta14))
m (manutênção refs.)
 
== Acepções do termo ==
No estudo da personalidade (caracterologia), Ludwig Klages, utilizava prosopon com duplo sentido: o de máscara e o de carater ou personalidade. De ''prosopon'' deriva o termo ''persona'' (latim), que mais tarde foi erroneamente interpretado como derivado de ''personare'' (= ressoar através de). <ref>{{citar livro|título=Los fundamentos de la caracterologia|ultimo=Klages|primeiro=Ludwig|editora=Paidós|ano=1959|local=Buenos Aires|páginas=pág. 13|acessodata=}}</ref>
 
O termo é utilizado para indicar a "a auto-manifestação de um indivíduo" que pode ser expandida por meio de outras coisas. Por exemplo, um pintor que inclui seu pincel em seu próprio ''prosopon''<ref>Grillmeier, 126</ref>. ''Prosopon'' também é a forma na qual a [[hipóstase (religião)|hipóstase]] aparece. Toda natureza e toda hipóstase tem sua ''prosopon'' apropriada: face ou semblante. Ela dá a expressão à realidade da natureza, com seus poderes e características<ref>Grillmeier, 431</ref>.
{{Referências|col=3}}
 
== {{Bibliografia}} ==
* {{citar livro | sobrenome = Grillmeier | nome = Aloys | título = Christ in Christian Tradition: from the Apostolic Age to Chalcedon (451) | editora = Westminster John Knox Press | local = Louisville | ano = 1975 | idisbn = ISBN 066422301X|url=http://books.google.be/books?id=LH-cBwmmY2cC| língua = inglês| acessodata = 17/12/2011}}
* {{citar livro| sobrenome = Norris| nome = Richard A. Jr.| ano = 1980| título = The Christological Controversy| editora=Fortess Press |local=Minneapolis |língua = inglês}}
 
== {{Ligações externas}} ==
* {{citar web| url = http://cache.britannica.com/ebc/article-5191| título = Nestorius| publicado = Encyclopædia Britannica Online| língua = inglês| acessodata = 17/12/2011}}{{Ligação inativa|1=data=maio de 2019 }}