Abrir menu principal

Alterações

Desfeita a edição 55822044 de Leefeni de Karik Línguas falam-se, ramos não; tratam-se aqui das "línguas do ramo" que são faladas", tal como "línguas do Canadá" que são oficiais; "línguas da China que são estudadas". ;
|int5=[[Línguas gbe|Gbe]]
}}
As '''línguas kwa''' são um ramo da [[famílias de línguas|família linguística]] [[línguas nigero-congolesas|nigero-congolesa]] faladofaladas no sudeste da [[Costa do Marfim]], em [[Gana]], [[Togo]] e [[Benim]] e em parte do sudoeste de [[Nigéria]]. O nome foi introduzido em [[1885]] por [[Krause]]<ref>{{citar livro|título=Repertoires and Choices in African Languages|página=213|editora=De Gruyter|ano=2013|último1=Lüpke|primeiro1=Friederike|último2=Storch|primeiro2=Anne}}</ref> e utilizado por [[Diedrich Hermann Westermann|Westermann]] e retomado por Greenberg nos [[anos 1950]]. Segundo Westermann (1952), o termo ''kwa'' deriva da palavra correspondente a "gente" de muitos destes idiomas.
 
Análises recentes não consideram as línguas ''kwa'', tal como se tinha proposto inicialmente, como uma unidade genética. Na nova classificação, o [[Língua iorubá|ioruba]] e o [[Língua igbo|igbo]] colocam-se na [[línguas benue-congo|subfamília benue-congo]] e as demais línguas ''kwa'' agrupam-se como "novo ''kwa''" para evitar confusão com o antigo subgrupo.