Ibne Tufail: diferenças entre revisões

2 980 bytes adicionados ,  25 de novembro de 2020
inclusão de tabela-info e biografia de Abentofail
(inclusão de tabela-info e biografia de Abentofail)
{{mais-fontes|data=outubro de 2013}}
{{Info/Biografia/Wikidata}}Filósofo
|nome =Abentofail
|nome_de_nascimento =Abu Becre Maomé ibne Abdal Malique ibne Tufail Alcaici
|imagem =
|imagem_tamanho =
|imagem_legenda =
|nascimento_data =[[1110]]
|nascimento_local =[[Guadix]], [[Ficheiro:Flag of Spain.svg|20px]] [[Espanha]]
|morte_data =[[1185]] </br></br> '''Cidadania:''' [[Al-Andalus]]
|morte_local =[[Ficheiro:Flag of Morocco.svg|20px]] [[Marraquexe]], [[Marrocos]]
|ocupação =[[Filósofo]], [[poeta]], [[vizir]], [[médico]], escritor mulçumano
|escola =[[Islamismo]]
|interesses =[[Filosofia]], [[Deus]], [[conhecimento]], [[helenismo]], [[medicina]]
|ideias = A filosofia é inerente ao ser humano
|influenciado_por =[[Mitologia grega]],</br> [[Filosofia grega]], </br>[[Aristóteles]], </br>[[Avicena]], </br>[[Avempace]], </br>[[Platonismo]], </br> [[Filosofia islâmica]]
|influências = [[Averróis]], </br> [[Nur ad-Din al-Bitruji]]
}}
 
'''Abacar''', '''Abu Baquir''' ou '''Abu Becre Maomé ibne Abdal Malique ibne Tufail Alcaici''' ({{langx|ar|أبو بكر محمد بن عبد الملك بن محمد بن طفيل القيسي الأندلسي||''Abu Bakr Muhammad ibn Abd al-Malik ibn Tufail al-Qaisi''}}; [[Guadix]], Espanha, ca. década 1100 — [[Marraquexe]], Marrocos, ca. 1185), melhor conhecido como '''ibne Tufail''', '''Abubácer''' ou '''Abentofail''', foi um médico, matemático, astrônomo, filósofo e poeta [[Islão|muçulmano]] do [[Alandalus]].<ref>{{Citar periódico|data=1900|titulo=A filosofia de ibn Tufail e seu tratado sobre o filósofo autodidata|url=https://www.wdl.org/pt/item/7443/|lingua=pt}}</ref><ref>{{Citar livro|url=https://books.google.com.br/books?id=ZmABAwAAQBAJ&pg=PA324&lpg=PA324&dq=Ibn+Tufail+:+1105+-+1185&source=bl&ots=OxisJOj0EG&sig=mfsD1i_0dd7wTTKi-Nhvr3fY-RE&hl=pt-BR&sa=X&ved=0ahUKEwjwnryUmpDcAhVEQZAKHbrpAoQQ6AEIcTAO#v=onepage&q=Ibn%20Tufail%20:%201105%20-%201185&f=true|título=New Voices of Arabia - the Short Stories: An Anthology from Saudi Arabia|ultimo=Al-Sebail|primeiro=Abdulaziz|ultimo2=Calderbank|primeiro2=Anthony|data=2012-02-01|editora=I.B.Tauris|lingua=en|isbn=9780857721372}}</ref><ref>{{Citar web|url=http://www.treccani.it/enciclopedia/abubacer_(Dizionario-di-filosofia)/|titulo=Abubacer in "Dizionario di filosofia"|acessodata=2018-07-08|obra=www.treccani.it|lingua=it-IT}}</ref><ref>{{Citar periódico|ultimo=B.|primeiro=Carra de Vaux,|titulo=Ibn Ṭufayl|url=http://referenceworks.brillonline.com/entries/encyclopaedia-of-islam-2/ibn-tufayl-SIM_3394|lingua=en}}</ref><ref>{{Citar periódico|titulo=Ibn Tufail (Abubacer) {{!}} Simply Philosophy|url=https://simplyphilosophy.org/philosophers/ibn-tufail-abubacer/|jornal=Simply Philosophy|lingua=en-US}}</ref><ref>{{Citar web|url=http://www.muslimphilosophy.com/ip/rep/H030.htm|titulo=Ibn Tufayl, Abu Bakr Muhammad (before 1110-85)|acessodata=2018-07-08|obra=www.muslimphilosophy.com}}</ref>
 
Foi um [[neoplatonismo|neoplatônico]].{{Carece de fontes|data=Dezembro de 2008}} Dos muitos escritos deste sábio, restou somente o romance filosófico ''Hayy ibn Yaqzan'' (Vivente, filho do Vigilante), traduzido e publicado em latim por Edward Pococke em 1671, em [[Oxford]], com o título de ''Philosophus autodidacticus'' ([[O Filósofo Autodidata|O filósofo autodidata]]).
 
==Biografia==
Nasceu no início do século XII, no sudeste da Península Ibérica, segundo alguns autores em Guadix (atual província de Granada) e segundo outros em Purchena ou em Tíjola (atual província de Almería ).
Ele provavelmente estudou medicina e lei islâmica. Foi escrito que ele era um discípulo de Avempace, mas o próprio Ibn Tufail negou em uma de suas obras essa suposição. Trabalhou para os irmãos Ibn Milhan, governadores independentes da região de Guadix e Baza, e, depois de ingressar no Império Almóada, foi kátib (secretário) dos governadores almóada de Granada, primeiro, e depois de Ceuta e Tânger.
 
Sua carreira atingiu o auge quando ele passou ao serviço do sultão de almóada: Abu Yaqub Yusuf, como médico e talvez até como vizir. Segundo um cronista, foi Ibn Tufail quem atraiu o famoso filósofo Averróis para a corte almóada e o aconselhou a dedicar-se a comentar e transmitir a filosofia de Aristóteles com fidelidade e clareza.
 
Ibn Tufail acompanhou a corte do sultão por suas várias capitais, passando muito tempo em Sevilha. Em 1182 ele se aposentou devido à sua idade avançada e morreu em Marraquexe quatro anos depois.
 
==Funcionamento filosófico==
Sua filosofia, como quase todo o mundo islâmico, parte do platonismo , mas se adaptando ao misticismo islâmico e, como de costume na filosofia islâmica, combinando as verdades reveladas pela religião com a especulação filosófica. Recebe a influência dos primeiros introdutores do pensamento de Aristóteles na filosofia do Islã: Avicena e Avempace.
 
Dentre muitas de suas outras obras, as conhecidas são: ''Expugação de Cafza na África'' e o romance filosófico ''Risala Hayy ibn Yaqzan fi asrar al-hikma al-mashriqiyya'' (''Carta de Hayy ibn Yaqzan sobre os segredos da sabedoria oriental''), conhecido no Ocidente como ''O Filósofo Autoditada''. Este último é um famoso conto alegórico, que se torna uma parábola da ascensão mística e os caminhos pelos quais a Verdade é alcançada.
 
{{Referências|Notas}}
[[Categoria:Mortos em 1185]]
[[Categoria:Filósofos do século XII]]
[[Categoria:Filósofos]]
518

edições