Diferenças entre edições de "Placa Pioneer"

m
Rearranjo das referências.
m (Página marcada que carece de mais fontes)
m (Rearranjo das referências.)
 
As '''placas Pioneer''' são um par de placas metálicas que foram colocadas nas [[nave espacial|naves espaciais]] [[Pioneer 10]] (1972) e [[Pioneer 11]] (1973) (as primeiras sondas lançadas da terra com capacidade de sair do [[sistema solar]]<ref name= ASIF/>), com uma mensagem pictórica que possa, eventualmente, ser interceptada por [[extraterrestre|vida extraterrestre]]. As placas mostram as figuras de [[Ser humano|seres humanos]] do sexo masculino e feminino, juntamente com vários símbolos que são intencionados para fornecer informações sobre a origem da nave espacial. <ref name= Sagan1972/><ref name= NASA_1/><ref name= Sagan_2/>
{{Mais notas|data=agosto de 2021}}
As '''placas Pioneer''' são um par de placas metálicas que foram colocadas nas [[nave espacial|naves espaciais]] [[Pioneer 10]] (1972) e [[Pioneer 11]] (1973) (as primeiras sondas lançadas da terra com capacidade de sair do [[sistema solar]]<ref name= ASIF/>), com uma mensagem pictórica que possa, eventualmente, ser interceptada por [[extraterrestre|vida extraterrestre]]. As placas mostram as figuras de [[Ser humano|seres humanos]] do sexo masculino e feminino, juntamente com vários símbolos que são intencionados para fornecer informações sobre a origem da nave espacial. <ref name= Sagan1972/><ref name= NASA_1/><ref name= Sagan_2/>
[[Ficheiro:Pioneer10-plaque.jpg|miniaturadaimagem|260x260px|A "placa Pioneer".]]
O [[Voyager Golden Record|Disco de Ouro da Voyager]], uma mensagem muito mais complexa e detalhada usando a arte-mídia, foi anexada nas [[Programa Voyager|sondas Voyager]] (lançadas em 1977).<ref name="Sagan_1" />
== Características da placa ==
 
Cada placa foi fabricada com uma [[liga de alumínio]] 6061 T6 [[anodização|anodizado]] em ouro, com as dimensões de 152 mm de altura por 229 mm de largura, e uma espessura de 1,3 mm, sendo que a profundidade média das gravações na superfície foi de 0,4 mm. A placa foi fixada no exterior da nave, nos suportes estruturais da antena de alto ganho, numa região protegida da erosão pela poeira interestelar.<ref name= Sagan1972/>
[[Ficheiro:GPN-2000-001621-x.jpg|miniaturadaimagem|Placa presa ao suporte da antena]]
 
== História ==
A Pioneer 10 foi o primeiro objeto feito por humanos com capacidade de deixar o sistema solar<ref name= ASIF/>. Pensando nisso, Eric Burgess, jornalista correspondente do Christian Science Monitor, acreditou que a nave poderia levar uma mensagem da humanidade para quem quer que a encontrasse dali a milhões ou bilhões de anos, que no planeta [[Terra]] uma espécie inteligente se desenvolvera e que podia pensar além do seu próprio tempo e além do seu [[sistema solar]].<ref name="Sagan1972" /><ref name="NASA_2" />
 
Ele mencionou isso para Richard Hoagland, um escritor [[freelancer]] e especialista em [[planetário]]s e para Don Bane, jornalista do Los Angeles Herald-Examiner, que concordaram entusiasticamente.<ref name="Sagan_1" />
 
Como resultado, Burgess e Hoagland encontraram-se com [[Carl Sagan]], na época diretor do laboratório de estudos planetários da [[Universidade Cornell]], que estava visitando o [[Jet Propulsion Laboratory|Laboratório de Propulsão a Jato]] (em inglês JPL). Sagan já havia trabalhado com [[Frank Drake]], então diretor do Centro Nacional de Astronomia e Ionosfera de Cornell, sobre os problemas da comunicação com inteligências extraterrestres, tendo projetado um tipo de mensagem que poderia ser usada para comunicação com essas inteligências.<ref name="NASA_2" />
 
Sagan ficou entusiasmado com a ideia de uma mensagem na Pioneer. Assim, ele e Drake conceberam as representações a serem gravadas na placa e a esposa de Sagan à época, Linda Salzman Sagan (pintora e escritora) desenhou as figuras humanas. Um redesenho final da mensagem para a gravação foi feita por Owen Finstad e a gravação foi feita por Carl Ray.<ref name="Sagan1972" /><ref name="NASA_2" /><ref name="Sagan_1" />
=== Transição hiperfina do hidrogênio ===
 
Na parte superior esquerda da placa está representado o conceito fundamental que estabelece o padrão de distância e tempo, que é utilizado para decodificar todos os outros conceitos representados na placa.<ref name="Sagan1972" /><ref name="Rosenthal" />
 
Os projetistas acreditaram que como o [[hidrogênio]] é o elemento mais abundante do universo, ele seria bem conhecido por uma outra civilização. Com isso em mente eles inscreveram dois [[átomo]]s de hidrogênio cada um em um diferente [[nível de energia]].<ref name="Rosenthal" />
 
Quando o átomo transita de um nível para o outro (processo conhecido como [[Estrutura hiperfina|transição hiperfina]]), uma [[onda eletromagnética]] é emitida. O [[comprimento de onda]] dessa onda eletromagnética é de aproximadamente 21 cm e serve como o padrão de comprimento e o [[período]] da onda é de aproximadamente 0,7 ns, que serve como padrão de tempo. Logo abaixo dos átomos há um pequeno traço vertical representando o número [[Sistema de numeração binário|binário]] 1, que é associado a essas dimensões de tempo e espaço.<ref name="Sagan1972" /><ref name="Rosenthal" />[[Ficheiro:PPlaqueC2.png|miniaturadaimagem|Seres humanos e Pioneer.]]
 
O [[comprimento de onda]] dessa onda eletromagnética é de aproximadamente 21 cm e serve como o padrão de comprimento e o [[período]] da onda é de aproximadamente 0,7 ns, que serve como padrão de tempo. Logo abaixo dos átomos há um pequeno traço vertical representando o número [[Sistema de numeração binário|binário]] 1, que é associado a essas dimensões de tempo e espaço.<ref name= Sagan1972/><ref name= Rosenthal />
[[Ficheiro:PPlaqueC2.png|miniaturadaimagem|Seres humanos e Pioneer.]]
 
=== Seres humanos e a Pioneer ===
 
Na metade direita da placa encontra-se o desenho de um homem e uma mulher. O homem com a mão levantada num sinal "universal" de boa vontade, embora com certeza isso não faça sentido a nenhuma civilização extraterrestre. Porém o gesto tem a vantagem de deixar clara a existência de dez dedos e um polegar opositor. A mulher tem os braços soltos ao seu lado e tem o peso do corpo deslocado para trás, para dissipar quaisquer mal-entendidos quanto a um corpo e membros fixos.<ref name="Sagan1972" /><ref name="Rosenthal" />
 
Do lado direito da mulher encontra-se um conjunto de pequenos traços representando o número binário 8, entre dois traços correspondentes à altura da mulher. Como descrito acima, o número binário 1 está relacionado ao comprimento de 21 cm, assim 8 vezes 21 é igual 1,68 m. Esta informação somada ao desenho da própria nave Pioneer, que está atrás e na mesma escala, seria capaz de indicar as dimensões humanas. <ref name= Sagan1972/><ref name= Rosenthal />
[[Ficheiro:PPlaqueD.png|miniaturadaimagem|Mapa de pulsares.]]
 
=== Posição relativa do Sol na galáxia ===
 
Na metade esquerda da placa, encontram-se 15 linhas com traços num padrão radial, elas representam o "endereço" de onde a sonda partiu. No centro está o sol, 14 linhas radiais representam as posições de [[pulsar]]es. Essas posições estão expressas como [[coordenadas polares]] (''r'' e ''θ'') na sua projeção usual e uma marca próxima ao final das linhas representa a coordenada ''z'', normal ao [[plano galáctico]].<ref name="Sagan1972" /><ref name="Rosenthal" />
 
Além disso, os vários pequenos traços verticais e horizontais junto às linhas representam o período de rotação do pulsar, expresso de forma binária e usando a unidade de tempo definida acima (0,7 ns). Este período é expresso como um número de 10 [[Algarismo|dígitos]], fornecendo portanto, uma grande precisão para a determinação do pulsar em questão. A última linha, que não possui um número binário associado, estendendo-se à direta e passando atrás das figuras humanas representa a distância até o centro da [[galáxia]].<ref name= Sagan1972/><ref name= Rosenthal />
=== Sistema solar ===
 
Na parte inferior da placa, encontra-se uma representação esquemática do sistema solar, com os planetas representados, inclusive os anéis de [[Saturno]]. Além disso, os pequenos traços verticais e horizontais próximos aos planetas representam, em binário, distâncias relativas dos planetas ao Sol.<ref name="Sagan1972" /><ref name="Rosenthal" />
 
Também está indicado a trajetória esquemática da nave Pioneer 10, saindo da [[Terra]], passando por [[Jupiter]] e deixando o sistema solar.<ref name= Sagan1972/><ref name= Rosenthal />
457

edições