Diferenças entre edições de "Puxada do Mastro de São Sebastião"

sem resumo de edição
{{Info/Efeméride|nome=Puxada do Mastro de São Sebastião|data{{#time:Y|next year}}=<!-- Data no ano requerido -->|seguidopor=[[Brasileiros]]|relacionado=<!-- Ocasiões (efemérides ou feriados) relacionadas com a presente -->|significado=Homenagem a São Sebastião<!-- Breve descrição do significado da ocasião -->|tradições=<!-- Tradições inerentes à ocasião -->|celebrações=<!-- Celebrações que ocorrem -->|frequência=Anual|duração=|data{{#time:Y}}=<!-- Data no ano requerido -->|imagem=|data{{#time:Y|ultimo year}}=<!-- Data no ano requerido -->|término=<!-- caso a data mude todos os anos -->|início=|alcunha=|tipo=[[Cultural]] e [[religiosa]]|legenda=|imagem_tamanho=400|data_fixa=Mês de janeiro}}
 
A '''Puxada do Mastro de São Sebastião''' é uma manifestação cultural e religiosa, de origem [[Povos indígenas do Brasil|indígena]] e [[católica]], tradicional na cidade de [[Ilhéus]], no estado brasileiro da [[Bahia]]. Ocorre anualmente no mês de [[janeiro]], no bairro de [[Olivença (Ilhéus)|Olivença]], em homenagem a [[São Sebastião]].<ref name=":0">Filho, Saul Edgardo Mendez Sanchez e Filho, Odilon Pinto de Mesquita. (2009). [http://www.cult.ufba.br/enecult2009/19418.pdf Puxada do mastro de São Sebastião - Institucionalização de uma festa popular]. V Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura (ENECULT).</ref>
 
''"Fui na bica beber água, bebi água de sabão, aruê dão."''<ref name=":2" />
 
''"Eu já fui cravo já fui rosa, eu já fui do seu coração, aruê dão."''<ref name=":2" /></blockquote>{{Referências}}
 
{{Referências}}
 
[[Categoria:Festas da Bahia]]
[[Categoria:Cultura de Ilhéus]]
87 873

edições