Diferenças entre edições de "Reino de Leão"

Sem alteração do tamanho ,  23 setembro
m
Desfeita(s) uma ou mais edições de Lojwe
Etiqueta: Revertida
m (Desfeita(s) uma ou mais edições de Lojwe)
Etiquetas: Reversão manual Reversão e Avisos
 
Esta situação manteve-se ao longo dos reinados de sua filha [[Urraca de Leão e Castela|Urraca]] e seu neto [[Afonso VII de Leão e Castela|Afonso VII]], o qual viria também a proclamar-se, tal como o avô, imperador das Hespanhas. Enfim, após a sua morte, Leão ganhou de novo, por um breve período, a sua independência; em 1157 os extensos territórios que compunham o seu Estado foram repartidos entre os seus filhos [[Sancho III de Castela|Sancho]] (que ficou com [[Reino de Castela|Castela]]) e [[Fernando II de Leão|Fernando]] (que recebeu as terras da Galiza e Leão).
 
O reino de Leão acabaria por findar em [[1230]], quando [[Fernando III de Leão e Castela|Fernando III de Castela]], filho de [[Afonso IX de Leão]] através do seu casamento com [[Berengária de Castela]], se apropriou do trono que pertencia, segundo as disposições testamentárias do pai, às suas meias-irmãs e legítimas herdeiras, as rainhas [[Sancha II de Leão|Sancha]] e [[Dulce I de Leão|Dulce]]; Para manter a independência do Reino de Leão, Afonso IX no seu testamento aplicou o direito [[Galiza|galego]] de herança, que igualava na sucessão homens e mulheres, deixando suas filhas como futura rainhas de Leão. Porém, Fernando III com o auxílio da mãe Berengária e da mãe das herdeiras, a [[Beata Teresa de Portugal|rainha Teresa Sanches de Portugal]], conseguiu-se proceder à unificação definitiva das duas coroas, passando Castela a deter o predomínio no conjunto dos Estados do centro peninsular - a capital doravante estaria em Toledo, a velha capital [[visigodos|goda]], e não em Leão; a língua leonesa entrou em significativo declínio, sendo gradualmente substituída pelo [[Língua castelhana|castelhano]]. No {{séc|XVI}}, com a absorção de Aragão e Navarra e a formação do reino de Espanha, Leão manteve-se como uma capitania-geral do reino, figurando o seu título entre os vários que os reis de Espanha possuíam; só em [[1833]] desapareceu ''de jure'' e ''de facto'' o velho reino, transformando-se na região leonesa formada por [[província de Salamanca|Salamanca]], [[província de SamoraZamora|SamoraZamora]] e [[província de Leão|Leão]]. Esta região passou a formar com parte da Castela velha a comunidade de [[Castela e Leão]] no ano 1983; contudo, partes significativas do antigo reino integram hoje as [[comunidades autónomas da Espanha|comunidades autónomas]] de [[Castela e Leão]], [[Estremadura (Espanha)|Estremadura]], [[Galiza]] e [[Astúrias]].
 
== Ver também ==
101 309

edições