Esquilo-pigmeu africano

O esquilo-pigmeu africano (Myosciurus pumilio) é uma espécie de esquilo florestal. É monotípico de seu gênero Myosciurus. Esta espécie está associada a habitats de baixas florestas tropicais úmidas.[1] Essencialmente solitário, embora ocasionalmente seja visto em pares. Sua dieta consiste principalmente de cascas de árvores que retira usando seus dentes e garras.[2]

Como ler uma infocaixa de taxonomiaMyosciurus pumilio
Taxocaixa sem imagem
Estado de conservação
Espécie pouco preocupante
Pouco preocupante [1]
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Rodentia
Família: Sciuridae
Tribo: Protoxerini
Género: Myosciurus
Espécie: M. pumilio
Nome binomial
Myosciurus pumilio
(Le Conte, 1857)
Distribuição geográfica
Distribuição
Distribuição

DistribuiçãoEditar

O esquilo-pigmeu africano foi gravado a partir de Camarões, Gabão, noroeste do Congo, e de Guiné Equatorial (Rio Muni e Boko). Esta espécie pode ser mais amplamente distribuída do que é conhecido atualmente.[1]

Comportamento e habitatEditar

O esquilo-pigmeu africano habita cada tipo de floresta dentro de sua faixa e é encontrado em todas as alturas nas árvores, embora ele parece preferir níveis mais baixos.[2] Não se sabe se pode permanecer na floresta secundária.[1] Esta espécie é diurna em relação à seu forrageamento e exibe um comportamento de forrageamento especializado, subindo ao longo dos grandes e planos ramos e retirando pequenas lascas de casca exterior.[2] É uma espécie solitária, mas tolera outros indivíduos e emite uma vocalização de alarme de baixa intensidade. Segundo registros, pode gerar até dois filhotes.[2]

DescriçãoEditar

Com comprimento da cabeça e corpo entre 60 e 75 e da cauda entre 50 e 60 mm, além de 16.5g de peso[2] é a menor espécie de esquilo do mundo.[2] O esquilo-pigmeu africano parece mais um rato do que um esquilo. A pelagem é amarelo esverdeada nas partes superiores com partes inferiores brancas e cor de oliva.[2] As orelhas são arredondadas e as extremidades são brancas. Esta espécie tem apenas um único pré-molar em cada lado do maxilar superior.[2]

Referências

  1. a b c d Grubb, P. (2008). Myosciurus pumilio (em inglês). IUCN 2012. Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN de 2012 . Página visitada em 23 de fevereiro de 2013..
  2. a b c d e f g h «EDGE» (em inglês). Consultado em 23 de fevereiro de 2013