Abrir menu principal

Essa Mina É Louca

Canção de Anitta
"Essa Mina É Louca"
Single de Anitta com a participação de Jhama
do álbum Bang!
Lançamento 14 de janeiro de 2016
Formato(s) Download digital
Gênero(s) Samba rock[1]
Duração 2:40
Gravadora(s) Warner Music
Composição
  • Jhama
  • Pablo Luiz Bispo
Produção Rafael Castilhol
Cronologia de singles de Anitta
"Blecaute"
(2015)
"Ginza"
(2016)
Cronologia de singles de Jhama
"Casa Nova"
(2015)
Lista de faixas de Bang!
"Parei"
(4)
"Atenção"
(6)

"Essa Mina É Louca" é uma canção gravada pela artista musical brasileira Anitta, contida em seu terceiro álbum de estúdio Bang! (2015). Conta com a participação de Jhama, sendo composta pelo próprio juntamente com Pablo Luiz Bispo, sendo produzida por Rafael Castilhol. Ambas as vozes dos artistas foram gravadas no Studio Fibra, localizado no Rio de Janeiro. Foi lançada em 14 de janeiro de 2016 como o terceiro single do disco.

Fez parte da trilha sonora da novela Pega Pega da Rede Globo, como tema da personagem de Nanda Costa.

Índice

Vídeo musicalEditar

O videoclipe foi dirigido por Bruno Ilogti e teve criativa de Giovanni Bianco, que assinou a direção de arte para "Bang". O clipe conta com a participação da atriz Ísis Valverde. Ele carrega uma estética um pouco diferente dos seus clipes anteriores, menos sensual e mais meiga e colorida.[2] A ideia foi pensada para que Anitta parecesse uma boneca.[3] O figurino assinado pelo stylist Daniel Ueda é bem colorido e cheio de peças plastificadas, referências buscadas nos desenhos japoneses, os Mangás. "Desta vez foi tudo criado especialmente para o clipe, porque são roupas que as pessoas não usariam na vida real", acrescentou Anitta.[4] O cenário é um universo que remete a uma casinha de boneca, o vídeo faz referências diretas ao single anterior da cantora, "Bang". Sobre a estética do vídeo, a cantora disse que "ninguém esperava que a gente trouxesse a estética de 'Bang', fazendo a coreografia. 'Bang' era preto e branco, esse é muito colorido, então dá um contraste. Parece desenho animado".[5] O roteiro começou a ser pensado três meses antes de gravar.[6][7][8]

EnredoEditar

No vídeo, Anitta e o rapper Jhama, que divide os vocais da música com ela, são um casal, mas a entrada da personagem de Isis Valverde muda o rumo da história e termina com um selinho entre as duas. "A gente queria fazer com uma pegada de humor e diversão, essa é a ideia de todos os clipes. O selinho não foi nada demais. É tão natural, é uma brincadeira, um selinho que a Hebe [Camargo] dá".[9][10]

Apresentações ao vivoEditar

A primeira performance da canção foi no Caldeirão do Huck em 13 de fevereiro de 2016.[11] Em março, Anitta foi ao Domingão do Faustão e cantou "Essa Mina É Louca" acompanhada novamente por Jhama.[12] No mês seguinte, em sua estreia como apresentadora no Música Boa Ao Vivo do Multishow, ela cantou novamente a canção.[13] Em julho, no mesmo programa, Anitta apresentou a mesma faixa, mas desta vez acompanhada pela banda Aviões do Forró.[14] Em 26 de outubro de 2016, a cantora apresentou um medley de seus maiores sucessos no Prêmio Multishow de Música Brasileira 2016, totalizando quase oito minutos de apresentação e tornando-se a artista mais comentada da premiação. Entre as canções apresentadas estava "Essa Mina É Louca".[15] Em 9 de novembro, Anitta foi ao X Factor Brasil da Rede Bandeirantes, e apresentou novamente "Essa Mina É Louca", mais uma vez sozinha, além de cantar as canções "Bang" e "Sim ou Não".[16] No programa Esquenta em 27 de novembro, a faixa foi cantada pela artista com Mumuzinho.[17] Em 9 de março de 2017, Anitta foi convidada do programa Amor & Sexo e cantou novamente a canção.[18]

Desempenho nas tabelas musicaisEditar

Referências

  1. «Anitta mora mora acerta em pop Alegre e vibrante em novo CD». Revista Veja. 14 de janeiro de 2016. Consultado em 9 de fevereiro de 2016 
  2. «Top 100 Billboard Brasil - Semanal». Billboard Brasil. Consultado em 6 de fevereiro de 2016. Arquivado do original em 5 de janeiro de 2016 
  3. «Top 100 Billboard Brasil - Semanal». Billboard Brasil. Consultado em 6 de fevereiro de 2016. Arquivado do original em 5 de janeiro de 2016 
  4. «Com referência a "Bang", novo clipe de Anitta tem selinho em Ísis Valverde». Consultado em 14 de janeiro de 2016 
  5. «Com referência a "Bang", novo clipe de Anitta tem selinho em Ísis Valverde». Consultado em 14 de janeiro de 2016 
  6. «"Essa Mina É Louca": Anitta estreia novo videoclipe com participação de Jhama e Isis Valverde». Consultado em 14 de janeiro de 2016 
  7. «Anitta lança clipe "Essa mina é louca" e fala sobre padrões de beleza: "Sou mais livre, zero encanada"». Consultado em 14 de janeiro de 2016 
  8. «Anitta aposta em Essa Mina é Louca como terceiro single». Consultado em 10 de dezembro de 2015 
  9. «Com referência a "Bang", novo clipe de Anitta tem selinho em Ísis Valverde». Consultado em 14 de janeiro de 2016 
  10. «Anitta aposta em Essa Mina é Louca como terceiro single». Consultado em 10 de dezembro de 2015 
  11. «Anitta fala sobre redes sociais: 'Sou eu mesma, falo e pronto'». Ego. Globo.com. 22 de setembro de 2015. Consultado em 28 de janeiro de 2016. Cópia arquivada em 10 de outubro de 2015 
  12. https://globoplay.globo.com/v/4914407/
  13. http://multishow.globo.com/programas/musica-boa-ao-vivo/videos/4954309.htm
  14. http://multishow.globo.com/programas/musica-boa-ao-vivo/videos/5160815.htm
  15. http://veja.abril.com.br/entretenimento/anitta-ofusca-ceu-no-premio-multishow-2016/
  16. http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/divirtase/46,51,46,61/2016/11/10/internas_viver,674454/anitta-rouba-a-cena-no-x-factor-e-internautas-criticam-eliminacao-de-n.shtml
  17. http://gshow.globo.com/programas/esquenta/videos/t/programa/v/anitta-e-mumuzinho-cantam-essa-mina-e-louca/5477890/
  18. http://gshow.globo.com/tv/noticia/no-amor-sexo-anitta-lacra-com-sinceridade-e-eduardo-sterblitch-adota-novo-visual.ghtml
  19. «Top 100 Billboard Brasil - Semanal». Billboard Brasil. Consultado em 6 de fevereiro de 2016. Arquivado do original em 5 de janeiro de 2016 
  20. «Ranking Crowley - Brasília (Parada fornecida no dia: 13/03/2016 A 19/03/2016 )». Portal Sucesso. Consultado em 30 de janeiro de 2015 
  21. «Ranking Crowley Florianópolis - 28/02/2016 A 05/03/2016». Portal Sucesso. 13 de julho de 2015. Consultado em 14 de julho de 2015 
  22. «Ranking Crowley - Fortaleza (Parada fornecida no dia: 06/03/2016 A 12/03/2016 )». Portal Sucesso. Consultado em 30 de janeiro de 2015 
  23. «Ranking Crowley - Porto Alegre (Parada fornecida no dia: 14/02/2016 A 20/02/2016 )». Portal Sucesso. Consultado em 30 de janeiro de 2015 
  24. «Ranking Crowley - Recife (Parada fornecida no dia: 13/03/2016 A 19/03/2016 )». Portal Sucesso. Consultado em 30 de janeiro de 2015 
  25. «Ranking Crowley - Rio de Janeiro - 21/02/2016 A 27/02/2016». 6 de fevereiro de 2016. Consultado em 6 de fevereiro de 2016 
  26. «Ranking Crowley - Salvador (Parada fornecida no dia: 14/02/2016 A 20/02/2016 )». Portal Sucesso. Consultado em 30 de janeiro de 2015 
  27. «Ranking Crowley - 13/03/2016 A 19/03/2016». Portal Sucesso. 13 de julho de 2015. Consultado em 14 de julho de 2015 
  28. «As 100 mais tocadas no rádio em 2016» (PDF). Billboard Brasil. 3 de janeiro de 2017. Consultado em 4 de janeiro de 2017 

Ligações externasEditar