Estonianos

Os Estonianos (em estoniano: eestlased) são um povo que originalmente habita a Estônia, porção norte da península báltica. Os estonianos são um povo fino-báltico, mais intimamente ligados aos finlandeses e aos lapões do que aos lituanos e letões, seus vizinhos de península.

Estonianos
Flag of Estonia.svg
Bandeira da Estônia
Map of the Estonian Diaspora in the World.svg
Mapa da diáspora estoniana ao redor do mundo.
População total

1,1 milhão

Regiões com população significativa
 Estónia 930 219
 Canadá 30 000
 Rússia 28 113
(2002) [1]
 Estados Unidos 25 034
(2000) [2]
 Suécia 25 000
 Brasil 20 000
 Finlândia 10 000
Línguas
Estoniano
Religiões

Maioria:
Atheismsymbol endorsed by AAI.svg Irreligião[1][2]
Minorias:
OrthodoxCross(black,contoured).svg Igreja OrtodoxaApostólica Estoniana
[1]

Lutherrose.svg Luteranismo[1]
Etnia
Fínicos[3]
Grupos étnicos relacionados
Finlandeses, Húngaros

HistóriaEditar

Acredita-se que a Estônia foi primeiro habitada há 10 000 anos, logo após o mar Báltico degelar e descobrir a parte norte da península báltica. Não se sabe ao certo qual a língua desses primeiros habitantes, mas o certo é que os ocupantes que chegaram lá há 5000 anos, e que são ascendentes diretos dos estonianos modernos, já falavam uma língua primitiva da ordem das línguas fino-úgricas.

A definição de estoniano, acredita-se, vem do historiador romano Tacitus, que em seu livro Germânia definiu como os povos do extremo leste da Europa conhecida, como os éstios. Mas antes, os escandinavos já chamavam a região sul do Golfo da Finlândia como Eistland e seu povo de eisti, bem próximo do que os próprios estonianos se chamam: Eesti.
Nas histórias eslavas, a tribo dos Chuds é relacionada a região báltica e seu povo fala uma língua parecida com as línguas Finas).

A língua estoniana é classificada como sendo do grupo das línguas fino-úgricas e da classe das fino-bálticas, como o finlandês. O primeiro livro em estoniano foi editado em 1525, mas documentos sobre aspectos da língua datam do século XIII, início das cruzadas contra a Estônia, um dos últimos lugares pagãos da Europa.

Os Estonianos tem fortes laços com os países nórdicos, devido aos diversos séculos de ocupação dos escandinavos e dos alemães[4]. Inclusive, os próprios estonianos se consideram mais nórdicos do que bálticos[5][6], principalmente devido à proximidade da língua com o finlandês

Referências e NotasEditar

  1. a b c Statistics Estonia (ed.). «RL0451: POPULATION, 31. DECEMBER 2011 by Religion, Place of residence and Sex». Consultado em 30 de maio de 2022 
  2. BBC News Brasil (ed.). «País menos religioso do mundo, Estônia mantém o desinteresse pela religião dos tempos soviéticos». Consultado em 30 de maio de 2022 
  3. «Finnic peoples - Encyclopædia Britannica». Encyclopædia Britannica, Inc. Consultado em 30 de maio de 2022 
  4. Piirimäe, Helmut. Historical heritage: the relations between Estonia and her Nordic neighbors. In M. Lauristin et al. (eds.), Return to the Western world: Cultural and political perspectives on the Estonian post-communist transition. Tartu: Tartu University Press, 1997.
  5. Estonian foreign ministry report Arquivado em 25 de março de 2009, no Wayback Machine., 2004
  6. Estonian foreign ministry report Arquivado em 7 de março de 2008, no Wayback Machine., 2002
  Este artigo sobre a Estônia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.