Eudemão (cônsul)

Disambig grey.svg Nota: Para outras pessoas de mesmo nome, veja Eudemão.

Eudemão (em latim: Eudaemon; em grego: Ευδαιμων; romaniz.: Eudaimon) foi um oficial bizantino do século VI, ativo durante o reinado de Justiniano (r. 527–565).

Eudemão
Nacionalidade Império Bizantino

VidaEditar

 
Soldo de Justiniano (r. 527–565)

Provável nativo do Egito, era tio de João Laxário. Da classe homem ilustre, quando esteve em 542 em Constantinopla foi nomeado cônsul honorário e talvez curador ou procurador da casa divina (curator/procurator divinae domus). Em cerca de 542, recebeu uma confirmação por escrito de Justiniano a respeito da nomeação de seu sobrinho como duque e augustal em Alexandria. Quando seu sobrinho faleceu tempos depois, pressionou a convocação de Libério para Constantinopla.[1] Eudemão morreu pouco depois destes eventos. Dono de grande fortuna adquirida durante o seu mandato, por não deixar nenhum testamento ou outra indicação a respeito de herdeiros legais, suas propriedades e fortuna foram transmitidas ao imperador.[2]

Referências

  1. Martindale 1992, p. 455.
  2. Martindale 1992, p. 456.

BibliografiaEditar

  • Martindale, John R.; Jones, Arnold Hugh Martin; Morris, John (1992). «Eudaemon 2». The Prosopography of the Later Roman Empire - Volume III, AD 527–641. Cambrígia e Nova Iorque: Imprensa da Universidade de Cambrígia. ISBN 0-521-20160-8