Abrir menu principal
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2019). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes está sujeito a remoção.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Excesso foi um grupo português que marcou o final da década de 90. Era constituído pelos seguintes elementos: Gonzo (Gonçalo Vasconcelos), Carlos, Melão (Fernando Melão), Duck (Miguel Moredo) e João Portugal.

Índice

PercursoEditar

Os Excesso foi a primeira Boy Band portuguesa que, iniciou um projecto musical que segue as características das Boy Bands internacionais. Os 5 elementos foram escolhidos num "casting". Tinha como manager José Varadas. O grupo lançou o seu primeiro registo no final de 1997. A canção "Eu Sou Aquele" [1] foi logo um grande sucesso e o grupo deu centenas de espectáculos. O álbum, editado pela Polygram, atingiu o primeiro lugar do top português [2].

É lançado o álbum "Até ao Fim" que fica aquém das expectativas da editora Universal (ex-Polygram).

Depois da saída de Carlos, verificaram-se alguns problemas no seio do grupo, porém ainda tentaram continuar, acabou por terminar com a saída de outro elemento, João Portugal.[3]. O grupo esteve na ribalta durante três anos.

Em 2012, o programa "Perdidos e Achados" da SIC, foi no rasto dos cinco elementos do grupo, fazendo uma retrospectiva da carreira da banda e da vida actual dos seus membros. Carlos foi o único que recusou participar na reportagem. Depois da separação Melão continuou uma carreira a solo.

ElementosEditar

DiscografiaEditar

  • Eu Sou Aquele (Polygram, 1997)
  • Até ao Fim (Universal, 1999)

Ligações ExternasEditar