Expedição 30

Expedição 30
Insígnia da missão
Informações da missão
Estação espacial Estação Espacial Internacional
Espaçonave Soyuz TMA-22
Soyuz TMA-03M
Número de tripulantes 6
Início 21 de novembro de 2011, 23:00:17 UTC[1]
Término 27 de abril de 2012, 08:18:19 UTC[1]
Duração 157d 9h 18m
Imagem da tripulação
Da esq. p/ dir. Shkaplerov, Burbank, Ivanishin, Kuipers Kononenko e Pettit
Da esq. p/ dir.
Shkaplerov, Burbank, Ivanishin, Kuipers
Kononenko e Pettit
Navegação
ISS Expedition 29 Patch.png Expedição 29
Expedição 31 ISS Expedition 31 Patch.png

Expedição 30 foi uma missão espacial de longa duração à Estação Espacial Internacional, realizada entre novembro de 2011 e abril de 2012. Ela contou com a participação de dois astronautas norte-americanos, três cosmonautas russos e um neerlandês.[2]

Iniciada oficialmente em 21 de novembro com a partida da tripulação da Soyuz TMA-02M, encerrou-se em 27 de abril do ano seguinte com a partida da ISS de seus três primeiros integrantes, a bordo da Soyuz TMA-22.

TripulaçãoEditar

Posição Primeira parte
(Novembro até dezembro de 2011)
Segunda parte
(Dezembro de 2011 até abril de 2012)
Comandante   Daniel Burbank
Engenheiro de voo 1   Anton Shkaplerov
Engenheiro de voo 2   Anatoli Ivanishin
Engenheiro de voo 3   Oleg Kononenko
Engenheiro de voo 4   André Kuipers
Engenheiro de voo 5   Donald Pettit

MissãoEditar

A Expedição teve início em 21 de novembro de 2011, após a partida dos integrantes da missão anterior. Durante cerca de um mês e meio ela contou apenas com seus três primeiros integrantes, Burbank, Shkaplerov e Ivanishin, até ser completada em 23 de dezembro com a chegada de seus três últimos astronautas, Kononenko, Kuipers e Petit, lançados de Baikonur na Soyuz TMA-03M dois dias antes.[3]

Em 21 de dezembro, dois dias antes da chegada do restante da tripulação, o comandante da Expedição, Daniel Burbank, fez estudos de observação no espaço da passagem do cometa C/2011 W3 Lovejoy, descoberto pelo astrônomo amador australiano Terry Lovejoy apenas um mês antes, e classificado com de perigo de colisão com o Sol como um cometa rasante Kreutz. Inicialmente pensou-se que o Lovejoy estava numa órbita de destruição solar, calculando-se a distância de sua passagem pelo astro em 140 mil quilômetros, o suficiente para destruí-lo, mas o cometa conseguiu sobreviver a seu encontro solar e continuar em sua órbita. Sua visão foi considerada por Burbank como a mais espetacular visão que já teve no espaço.[4]

A primeira caminhada espacial de 2012 foi feita em 16 de fevereiro pelos russos Kononenko e Shkaplerov, que instalaram novos painéis protetores de detritos espaciais e depósitos para experiências científicas na estrutura da estação.[5] Quatro dias depois, a tripulação comemorou os 50 anos do primeiro voo orbital norte-americano, realizado em 1962 pelo astronauta John Glenn na nave Friendship 7. A tripulação surpreendeu Glenn, então com 90 anos, falando com ele do espaço através de teleconferência quando ele dava uma palestra na Universidade do Estado de Ohio.[6]

Em 28 de março o Edoardo Amaldi ATV, veículo de transferência automatizado construído pela Agência Espacial Europeia (ESA), acoplou-se à estação trazendo água, mantimentos e combustível para a expedição e ajudou com o disparo de seus motores a corrigir a altitude da ISS.[7] Um mês depois foi a vez da nave não-tripulada russa Progress M-15M fazer o mesmo voo desde Baikonur, acoplando-se à ISS em 22 de abril.[8]

A Expedição 30 teve seu encerramento em 27 de abril de 2012 com o retorno dos astronautas Burbank, Shkaplerov e Ivanishin na Soyuz TMA-22, que pousou em segurança nas estepes do Cazaquistão às 11:45 (GMT) do mesmo dia, deixando a bordo da ISS os astronautas Kononenko, Kuipers and Pettit para iniciarem a Expedição 31.[9]

GaleriaEditar

Referências

Ligações externasEditar