Abrir menu principal

As fórmulas de Cardano são fórmulas para a solução de equações cúbicas (equações do terceiro grau) reduzidas. Foram publicadas (juntamente com outras fórmulas para a solução de equações quárticas (equações do quarto grau)) a primeira vez em 1545 pelo matemático Girolamo Cardano em seu livro Ars magna. As equações para a solução de equações cúbicas reduzidas foram descobertas por Niccolò Tartaglia, e segundo Cardano ainda antes por Scipione del Ferro. A contribuição de Cardano foi o método para a redução da equação geral do terceiro grau para o caso especial.

As fórmulas de Cardano foram uma motivação fundamental para a introdução dos números complexos, pois no casus irreducibilis, pela extração da raiz quadrada de um número negativo, pode-se chegar a uma solução real. Este caso somente foi resolvido ca. 1600 por François Viète mediante trigonometria.

As fórmulas de Cardano atualmente não tem significado prático para uma solução puramente numérica da equação cúbica, pois a solução pode ser determinada pela programação do método de Newton em computadores. Mas continuam atuais quando se idealiza sua solução simbólica.

Índice

Redução da equação geral de terceira ordemEditar

A equação geral de terceiro grau

 
com números reais       e   com   pode mediante divisão por   ser posteriormente representada na forma normal
 

Aplicando a substituição   na forma normal, o coeficiente que multiplica  se torna nulo, resultando a forma reduzida:

 

sendo que

    e    

Uma solução inicial para a forma reduzida é obtida da fórmula de Cardano e então, mediante substituição da variável auxiliar   a solução da equação original é determinada. As outras duas soluções, não necessariamente reais ou sequer distintas, podem ser obtidas pelo Algoritmo de Briot Ruffini, que resulta em uma equação quadrática cujas soluções podem ser determinadas por métodos convencionais.

Vale lembrar que algumas equações cúbicas que aparentam possuir somente uma raiz ao senso comum, podem possuir duas raízes complexas distintas, como é o caso de  que possui solução trivial   mas também é satisfeita por  

Fórmula de Cardano para solução da forma reduzida z³ + pz + q = 0Editar

Diferentemente da equação quadrática, no caso da equação cúbica é necessário considerar números complexos, especialmente quando as três raízes são reais.

As três raízes são obtidas pela substituição   Então

 

e a comparação dos coeficientes fornece

  e  

Assim, chegamos a

 

Relembrando,  

Um fato interessante é que, muitas vezes, essa fórmula descreve um resultado como a soma de duas raízes cúbicas de números complexos. Todavia, ao serem calculadas, as partes imaginárias somadas se anulam, entregando como soma um número perfeitamente real. Esse fato um tanto quanto intrigante à época foi um forte estopim para o desenvolvimento da investigação acerca de números além de  [1], inicialmente tidos como gambiarras para a resolução de problemas ou números imaginários e, posteriormente, formalizados como um novo conjunto de números sobre os reais: os números complexos.

Vale lembrar que, mesmo resultando em um número não real, ao se aplicar o algorítmo de Briot Ruffini, citado acima, chegará a uma equação de segundo grau que pode ou não conter números reais.

Dedução detalhadaEditar

Depois de reduzir a equação completa a   e substituir   por   chega-se a

 

o que pode ser reescrito como

 

Há infinitos pares   e   que somados resultam em   Portanto, escolhe-se o par tal que

 

Dessa forma, a equação obtida pela substituição pode ser reescrita de forma mais compacta como

 

Não é necessário considerar o caso em que  pois a equação inicial seria trivial com   podendo ser resolvida por fatoração. Logo, considera-se que

 

 

Considerando-se as relações entre soma e produto de raízes ditas pelas relações de Girard para equações mônicas do segundo grau, é possível definir

 

 

e chegar à equação em  

 

que tem como soluções  e   descritas pela fórmula de Bháskara. Dessa forma, é imediato que

  e

 

Mas como

 

  o que encerra a prova.

 
Este artigo ou seção está a ser traduzido de «Cardanische Formeln» na Wikipédia em alemão. Ajude e colabore com a tradução.

BibliografiaEditar

  • Jörg Bewersdorff: Algebra für Einsteiger: Von der Gleichungsauflösung zur Galois-Theorie, Wiesbaden 2004, ISBN 3528131926, Einführung
  • Heinrich Dörrie: Kubische und biquadratische Gleichungen, Munique 1948
  • Ludwig Matthiessen: Grundzüge der antiken und modernen Algebra der litteralen Gleichungen, Leipzig 1896, Dokumenten-Server
  • Peter Pesic: Abels Beweis, Springer 2005, ISBN 3-540-22285-5. Die Geschichte rund um die Lösungsformeln vom Grad 2 bis 4 und der komplette Beweis von Abel

Ligações externasEditar

  • «Número complexo». Wikipédia, a enciclopédia livre. 13 de setembro de 2018