Primeiro Grupamento do Exército dos Estados Unidos

(Redirecionado de FUSAG)

O 1º Grupamento do Exército dos Estados Unidos (FUSAG em inglês), foi um exército fictício inventado pelos aliados durante a Segunda Guerra Mundial anteriormente ao Dia-D, como parte da Operação Quicksilver, que foi elaborada para distrair os alemães sobre o local da invasão da França. Para atrair a atenção do Eixo, George S. Patton foi colocado no comando do grupamento fabricado.

First United States Army Group - FUSAG
1st Army Group.svg
Insígnia do FUSAG
País  Estados Unidos
Corporação Exército dos Estados Unidos
Subordinação Forças Armadas dos Estados Unidos
Missão Formação fantasma, Ação diversionária
Tipo de unidade Grupo de exércitos
Ramo Forças armadas
Denominação First United States Army Group
Sigla FUSAG
Criação 1943
Período de atividade 1943-1944
Extinção 1944
Comando
Comandantes notáveis Omar N. Bradley
George S. Patton
Lesley J. McNair
William Hood Simpson
John L. DeWitt

HistóriaEditar

O Primeiro Grupamento foi ativado em Londres em 1943 como parte do planejamento aliado para a invasão da França sob comando do General Omar Bradley. Quando o Décimo Segundo Exército Americano foi ativando em 1º de agosto de 1944, Bradley e sua equipe foram transferidos para o quartel general do novo exército. Devido à falta de pessoal o FUSAG continuou a existir no papel como parte da burla da Operação Quicksilver. Com o objetivo de fazer as forças alemãs acreditarem que a invasão aliada viria de Pas-de-Calais, a força fantasma foi estabelecida em Dover, diretamente oposta ao local através do Canal da Mancha. Para atrair a atenção dos comandantes alemães, o General Dwight D. Eisenhower colocou o General Patton no comando da força fantasma bem como aumentou o tamanho da formação para ser maior do que a força do Vigésimo Primeiro Exército de Bernard Montgomery. O exército incluia tanques infláveis, aviões de madeira e lona e balsas de desembarque falsas. Trilhas de esteiras de tanque falsas também foram feitas para aumentar os sinais de movimentação das tropas. Aviões da Luftwaffe que faziam reconhecimento não teriam como distinguir os falsos equipamentos de verdadeiros. O engodo funcionou tão bem que mesmo muito depois da invasão da Normandia, as forças alemãs continuaram esperando por pelo menos duas semanas pelo que eles imaginavam ser as verdadeiras forças de invasão.

Unidades subordinadasEditar

(formações eram inseridas e retiradas do FUSAG periodicamente para ajudar no engodo e acomodar necessidades reais)

Referências geraisEditar

Bibliografia adicionalEditar

  • Jon Latimer, Deception in War, London: John Murray, 2001
  Este artigo sobre Segunda Guerra Mundial é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.