Abrir menu principal

Família E é um grupo de manuscritos do Novo Testamento. Ela pertence ao Texto-tipo Bizantino que é uma das famílias textuais desse grupo. O nome da família veio do símbolo do Codex Basilensis designado pelo símbolo E. Dessa família pertencem os manuscritos: Codex Boreelianus, Codex Seidelianus I, e Codex Seidelianus II.[1]

Geerlings inclui variantes para essa família do Codex Vaticanus 354, Codex Mosquensis II, minúsculos 44, 65, 98, 219, e 422. A versão gótica, feita por Úlfilas, se aproxima do parentesco para essa sub-família bizantina.[2]

Hermann von Soden designou a família pelo símbolo Ki.

Ver tambémEditar

Referências

  1. F. Wisse, Family E and the Profile Method, Biblica 51, (1970), pp. 68, 75
  2. Bruce M. Metzger, The Early Versions of the New Testament, Clarendon Press Oxford 1977, p. 385.

Leitura recomendadaEditar

  • Russell Champlin, Family E and Its Allies in Matthew (Studies and Documents, XXIII; Salt Lake City, UT, 1967).
  • J. Greelings, Family E and Its Allies in Mark (Studies and Documents, XXXI; Salt Lake City, UT, 1968).
  • J. Greelings, Family E and Its Allies in Luke (Studies and Documents, XXXV; Salt Lake City, UT, 1968).

Ligações externasEditar