Farol de Regufe

Farol de Regufe
Farol de regufe 2.jpg

Farol de Regufe

Número nacional
ex(47)
Localização
Coordenadas
Banhado por
Endereço
Localização
Altitude
30 m
História
Período de construção
Inauguração
Automatização
1976 (semi-automatizado)
Desativação
Dezembro de 2001
Estatuto patrimonial
sem protecção legal (d)Visualizar e editar dados no Wikidata
Arquitetura
Altura
22
Material
Altura focal
30 m
Material
Equipamento
Ótica
Lâmpada
500 W
Alcance luz
Luz característica
Identificadores
№ Faróis de Portugal
47
internacional
ex(D-2020)
№ da ARLHS
POR-060
№ da NGA
ex(113-3156)
MarineTraffic

O Farol de Regufe, por vezes denominado Farol de São Brás, localiza-se na Póvoa de Varzim, em Portugal.

Sabe-se que a construção do farol data de 1885-1886, mas não é conhecida a sua origem nem a autoria do projecto. Foi inaugurado, anos depois, em 24 de Março de 1892. É um dos faróis representantes da arte do ferro no Norte do país. A sua torre cilíndrica, pintada a vermelho, ergue-se a vinte e dois metros de altura, apoiada em três escoras de ferro. O desenho do farol é único, mas existem dois tripódes de ferro na Argentina no Cabo San Antonio e Punta Médanos.[1]

O Farol de Regufe servia, com o Farol da Lapa, o enfiamento do varadouro da enseada da Póvoa de Varzim. Em 1917 foi construída uma moradia junto ao farol, onde, em 1929, nasceria o historiador de arte portuguesa Flávio Gonçalves, filho do encarregado do farol. Em 1951 foi eletrificado.

O farol foi restaurado em 1995. Em Dezembro de 2001 foi desactivado conforme o Aviso aos Navegantes nº 25 de 7 de Dezembro de 2001. Tinha-se tornado no símbolo do Bairro de Regufe nas Rusgas de São Pedro, festas da cidade, assim a população opôs-se a uma intenção superior para o transferir para outro local, por ali já não ser necessário. Já visto como um monumento pela cidade, foi pintado de novo e a luz do farol foi reacendida na noite de 23 de Abril de 2015.

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Lighthouses of Northern Portugal» (em inglês). The Lighthouse Directory. 17 de Dezembro de 2005. Consultado em 25 de Junho de 2009 
  • «Farol do Regufe». Revista da Armada. Marinha de Guerra Portuguesa. Julho de 2006. Consultado em 26 de Fevereiro de 2009 
  • «Lista de Faróis (Continente)». Faróis de Portugal. A.N.C.- Associação Nacional de Cruzeiros. 2 de Outubro de 1997. Consultado em 18 de Dezembro de 2013 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um farol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.