Feijó (Almada)

localidade e antiga freguesia de Almada, Portugal

Feijó foi uma freguesia portuguesa do concelho de Almada, com 3,94 km² de área e 18 884 habitantes (2011).Densidade: 4780,8 hab/km². Fazia parte integrante da cidade de Almada.

Portugal Feijó 
  Freguesia portuguesa extinta  
Almada Fórum
Almada Fórum
Almada Fórum
Símbolos
Brasão de armas de Feijó
Brasão de armas
Localização
Feijó está localizado em: Portugal Continental
Feijó
Localização de Feijó em
Mapa
Mapa de Feijó
Coordenadas 38° 39' 17" N 9° 09' 55" O
município primitivo Almada
município (s) atual (is) Almada
Freguesia (s) atual (is) Laranjeiro e Feijó
História
Extinção 2013
Características geográficas
Área total 4,20 km²
População total (2011) 18 884 hab.
Densidade 4 496,2 hab./km²
Outras informações
Orago São José Operário

Foi extinta em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, tendo sido agregada à freguesia de Laranjeiro, para formar uma nova freguesia denominada União das Freguesias de Laranjeiro e Feijó com sede em Laranjeiro.[1]

População editar

Nº de habitantes [2]
2001 2011
16 072 18 884

Criada pela Lei n.º 17-B/93, de 11 de Junho, com lugares desanexados da freguesia do Laranjeiro

Distribuição da População por Grupos Etários
Ano 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos
2001 2 486 2 068 9 343 2 175 15,5% 12,9% 58,1% 13,5%
2011 3 045 1 927 10 609 3 303 16,1% 10,2% 56,2% 17,5%

Economia editar

As principais actividades económicas desta localidade são: a indústria, comércio e os serviços. De referir que toda a indústria existente é considerada não poluente, que serve de exemplo para outros locais. Na sua área fica o Almada Forum.

Colectividades editar

As principais colectividades do Feijó são:

Feiras, festas e romarias editar

  • Mercados diários (municipais e do levante)
  • Arraiais populares (de Junho a Julho)
  • Feriado: 24 de Junho (S. João)

História editar

A história do Feijó remonta ao século XVI sendo, nessa época caracterizado pela sua intensa exploração rural. Há indícios que indicam a antiguidade dos locais, provavelmente de influência muçulmana, de que é exemplo Algazarra.

No século XVI existiam nesta povoação quintas e propriedades de gente ilustre como os Condes de Monsanto, Manuel de Sousa Coutinho ou os condes de Aveiras. O núcleo inicial denominado Feijó ficava na zona da Rua Pêro da Covilhã e aparece em 1813 apenas como uma quinta. A expansão da localidade deu-se em meados do século XX, provocada pela pressão demográfica que recaía sobre Almada.

A freguesia do Feijó foi criada pela Lei n.º 17-B/93, de 11 de Junho de 1993, respondendo-se a um desejo manifestado pela população desde 1953, quando em requerimento à Câmara Municipal de Almada, um grupo de "Chefes de Família" manifestou a necessidade de existência na povoação de uma representação autárquica, pois a sua inexistência os obrigava a percorrer uma longa distância e a perder tempo para se deslocar à Cova da Piedade. Após o 25 de Abril de 1974 acentuou-se ainda mais este desejo de autonomia da população do Feijó em relação à Cova da Piedade.

Em 1985 foi criada a freguesia do Laranjeiro; contudo esta não conseguiu dar resposta aos inúmeros problemas da freguesia do Feijó, derivados do crescimento económico e demográfico da localidade. Daí que, finalmente, após quarenta anos de luta, a localidade tenha sido elevada a freguesia, em 11 de Junho de 1993. As primeiras eleições autárquicas para esta freguesia tiveram lugar em 12 de Dezembro de 1993, tomando posse o executivo a 6 de Janeiro de 1994.

Ligações externas editar

Referências

  1. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias). Acedido a 2 de fevereiro de 2013.
  2. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.