Fernando Coni Campos

(Redirecionado de Fernando Cony Campos)

Fernando Luis Coni Campos (Conceição do Almeida, 15 de abril de 1933Rio de Janeiro, 24 de dezembro de 1988) foi um cineasta e escritor brasileiro.[1]

Fernando Coni Campos
Nascimento 15 de abril de 1933
Conceição do Almeida
Morte 24 de dezembro de 1988 (55 anos)
Rio de Janeiro
Cidadania Brasil
Ocupação escritor, cineasta, diretor de cinema

Biografia editar

Viveu a infância em Castro Alves, partindo depois para São Paulo, até se radicar no Rio de Janeiro.

Começou trabalhando em publicidade e estreou no cinema em 1964 com o longa-metragem Morte em Três Tempos. Em filmes de curta metragem se especializou em documentários sobre arte e artistas. Realizou sete de longas de ficção como diretor e roteirista. Em 1968 obteve o Prêmio Leopardo de Prata com o filme "Viagem ao fim do Mundo." Em 1983 seu filme "O Mágico e o delegado" foi aclamado no festival de Brasília levando os principais prêmios.

Filmografia editar

Longas-metragens editar

  • 1964 - Morte em Três Tempos
  • 1968 - Viagem ao Fim do Mundo[1]
  • 1969 - Um homem e sua Jaula (inédito)[1]
  • 1970 - Sangue Quente em Tarde Fria
  • 1972 - Uma Nega Chamada Tereza[1]
  • 1977 - Ladrões de Cinema[1]
  • 1983 - O Mágico e o Delegado[1]

Curtas-metragens editar

  • 1964 - Brasília, Planejamento Urbano
  • 1965 - O Cristo Flagelado
  • 1965 - Do Grotesco ao Arabesco
  • 1969 - O Natal de Cristo
  • 1969 - Tarsila - 50 Anos de Pintura
  • 1972 - Brasil de Pedro a Pedro
  • 1973 - Rebolo Gonçalves
  • 1974 - Pelo Sertão
  • 1975 - Painel Tiradentes, Portinari
  • 1979 - Art Nouveau
  • 1980 - A Pintura de Cláudio Tozzi
  • 1982 - O Universo Pictórico de Teruz
  • 1985 - O Pintor Jenner Augusto
  • 1988 - Oscar Niemeyer (inacabado)

Obras publicadas editar

  • 1961 - Uma Fábula, xilogravuras: Newton Cavalcanti; Atelier de Arte Marcelino e Vera Tormenta Goulart. Rio de Janeiro
  • 1978 - Cheiro de Nascença. São Paulo

Referências