Abrir menu principal
Flávia Muniz
Nascimento Flávia Muniz
3 de setembro de 1956 (63 anos)
Franca,  São Paulo
Nacionalidade brasileira
Ocupação escritora,pedagoga
Página oficial
http://www.flaviamuniz.com/home.asp

Flávia Muniz (Franca, 3 de setembro de 1956) é escritora brasileira dedicada à literatura para crianças, adolescentes e jovens adultos.[1]

BiografiaEditar

Flávia Muniz formou-se em Pedagogia e Orientação Educacional pela PUC de São Paulo e atuou como pedagoga, coordenadora pedagógica e orientadora educacional acumulando vários anos de experiência no trabalho junto às crianças da Educação Infantil e do Ensino Fundamental. Editora do mercado de publicações por mais de 25 anos, fez parte dos grupos Abril, Moderna/Santillana e FTD Educação.

Em 1984, lançou seu primeiro livro pela Editora Moderna, Fantasma só faz buuu! [2] passando, desde então, a dedicar-se à literatura infantil. O livro Rita, não grita!, publicado em 1985, foi selecionado pela FAE e ganhou presença nas bibliotecas da rede pública. Criou vários roteiros para o programa Bambalalão na TV Cultura de São Paulo em 1989. Nesse mesmo ano, dois de seus livros receberam indicação para o Prêmio Jabuti de Melhor Livro Infantil: Brincadeira de Saci (Editora Scipione) e O tubo de cola (Ed. Moderna).

Em 1991, lançou seu primeiro livro para o público juvenil – Viajantes do Infinito e foi com esta obra ganhou o Prêmio APCA de Melhor Livro Juvenil [3]. Em 1995 publica Os Noturnos, novela vampiresca para jovens. A obra figura como uma das mais lidas nas bibliotecas públicas municipais, segundo a revista Veja SP.[4]. Na Editora Abril, criou e editou revistas de atividades como Alegria e Companhia, Barbie, produtos com personagens licenciados pela Disney, Looney Tunnes, Trapalhões, Ziraldo, livros de RPG (Role Playing Game), além de livros de referência, toy books, revistas em quadrinhos de super-heróis [5]. Após 20 anos de dedicação à literatura infantojuvenil, superou em 2005 a marca de 3 milhões de livros vendidos [6].

Em 2012, dois de seus livros foram selecionados para o PNBE, Sabido e Danado e Toma lá, dá cá.

Em 2015, o livro O Jogo do Vai e Vem (Editora FTD) foi finalista do Prêmio Jabuti na Categoria Digital Infantil.

Em 2016 lança o romance de fantasia dark para jovens adultos, O Manto Escarlate, pela SESI Editora, ocasião em que comemorou mais de 30 anos dedicados à literatura.

Em 2017, pela Editora FTD Educação, também nasce o projeto acalentado por mais de 8 anos, desde sua concepção à realização! Uma homenagem ao cinema mudo, às belas histórias criadas pelo ídolo de infância da autora, Charles Chaplin. O resultado foi um belo livro onde memória e afeto se unem à arte e ao cotidiano de uma família, fazendo despertar na jovem protagonista a admiração pelas histórias narradas pelo famoso artista, cineasta, ator e diretor Charles Chaplin e seu personagem inesquecível, Carlitos.

"Uma trajeto emocionante pelo modo particular como tudo aconteceu até que o sonho se tornasse realidade."

Atualmente a autora dedica-se à literatura, à criação de livros didáticos, edita livros para crianças e jovens, participa de projetos de incentivo à leitura e realiza encontros com professores e leitores da rede de ensino púbica e particular. [7][8][9].

No Facebook, fan pages de suas recentes obras são: @OmantoerscarlateFlaviaMuniz, @ChaplinFlaviaMuniz, @terror3atos .

No site www.fantasmagorias.com.br , administrado pelo personagem Blogueiro Fantasma, os leitores/estudantes podem enviar para publicação seus textos de fantasia, terror e ficção científica. Trata-se de incentivar a imaginação e escrita de contos pelos leitores da obra FANTASMAGORIAS, publicada pela Moderna.

Site Oficial da autora Casa na floresta: www.flaviamuniz.com

Obras da autoraEditar

Referências