Folies Bergère

O Folies Bergère é uma casa de música parisiense do tipo cabaré que esteve no ápice de sua fama e popularidade da década de 1890 até à década de 1920. Atualmente ainda funciona com espetáculos.

Fachada do "Folies Bergère" (2011).

Em finais do século XX, como consequência do relativo desinteresse do público pelos espetáculos de revista, o teatro passou a ser utilizado para comédias musicais, atuações de grupos de baile, etc.

Fica na rua Richer, no número 32,[1] no IX Arrondissement de Paris. Foi construído como teatro para ópera pelo arquiteto Plumeret. Abriu as portas em 2 de maio de 1869 sob o nome de Folies Trévise (pela próxima rua Trévise), incluindo operetas, ópera cómica, música popular e acrobacias. Alterou o nome em 13 de setembro de 1872 devido a queixas do duque de Trévise, que não queria ver o seu nome associado a uma sala de espetáculos. Para evitar estes problemas mudou-se o nome para Bergère (pastora), também de uma rua perto, que não era um apelido.

A fachada atual é da década de 1930 e de estilo art déco.

Os seus espetáculos incluíam tableaux vivants e decorações muito complexas que, com frequência, eram em trompe l'oeil. Fez concorrência ao Moulin Rouge e inspirou empresários de outros países, como Florenz Ziegfeld (Ziegfeld Follies) nos Estados Unidos.

Referências

  1. «Four Paintings». www.artandarchitecture.org.uk. Consultado em 20 de junho de 2021 

Ligações externasEditar

  Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.