Francisco Balbi di Correggio

Francisco Balbi di Correggio (15051589) nascido em Coreggio, na Província de Reggio Emilia, Itália, era um arcabuzeiro que serviu em uma frota espanhola durante o Cerco de Malta em 1565. Pouco se sabe dele, além de que manteve um diário durante o cerco, que ele publicou mais tarde.

Primeira edição do diário de Balbi, impressa em Alcalá de Henares em 1567.

O diário de Balbi é a mais conhecida descrição de testemunha ocular do cerco (há pelo menos uma outra, escrita em forma de um longo poema pelo cavaleiro Hipolito Sans), e todas as histórias subsequentes confiam fortemente nesse diário, incluindo os escritos de Giacomo Bosio, o historiador oficial da Ordem de São João de Jerusalém, cuja descrição somente foi publicada em 1588.

O diário, aparentemente após algumas revisões depois do fato, foi publicado primeiramente na Espanha em 1657. Uma segunda edição, revista e expandida foi publicada em 1568. A primeira tradução para o inglês data de 1961 por Henry A. Balbi, que talvez seja um descendente distante do autor. Outra tradução menos literal e com alguns cortes foi feita por Ernle Bradford em 1965.

ReferênciasEditar

  • Francesco Balbi di Correggio — traduzido por Henry A. Balbi. The Siege Of Malta 1565. 1568 traduzido em 1961. Copenhagen 1961: [s.n.] 
  • Francesco Balbi di Correggio — traduzido por Ernle Bradford. The Siege Of Malta 1565. 1568, traduzido em 1965. Penguin 2003: [s.n.] ISBN 0-14-101202-1 


  Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.