Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo compositor musical alemão da Nemo Studio, veja Frank Peterson.


Frank E. Petersen Jr.Combatente Militar
Nascimento
 Estados Unidos
Serviço militar
País Estados Unidos
Conflitos Guerra da Coréia
Guerra do Vietname

Frank E. Petersen Jr. (USMC) (Topeka, Kansas, 2 de março de 1932 - Stevensville, Maryland, 25 de agosto de 2015) é um tenente-general aposentado do corpo de fuzileiros navais estadunidenses. Ele foi o primeiro aviador afro-americano do corpo de fuzileiros dos Estados Unidos e também o seu primeiro general afro-americano.[1]

Petersen aposentou-se em 1988 depois de 38 anos de serviço. Na data de sua aposentadoria, o aviador tinha uma posição sênior no Corpo de Fuzileiros e na Marinha estadunidense com os respectivos títulos de "Silver Hawk" e "Gray Eagle". Sua data de designação como um aviador também antecede todos os aviadores da Força Aérea e Exército."[2]

BiografiaEditar

EducaçãoEditar

Ele recebeu seu Bacharel em 1967 e seu mestrado em 1973, ambos da Universidade George Washington, em Washington, D.C. Em 1987, ele recebeu o grau de Doutor honorário da Lei pela Virginia Union University. Além disso ele também participou das seguintes escolas de serviço: a "Amphibious Warfare School", em Quantico,Virgínia; a "Aviation Safety Officers Course" na Universidade do Sul da Califórnia e da "National War College", Washington, DC, classe de 1973.

Carreira militarEditar

Petersen alistou-se na Marinha dos Estados Unidos em 1950 como um aprendiz de marinheiro, onde serviu como técnico em eletrônica. Em 1951 entrou para o programa "Naval Aviation Cadet Program". Em 1952, após completar sua formação em voo, foi encomendado como segundo tenente do Corpo de Fuzileiros Naval.

Petersen serviu em dois combates de dois conflitos: Coreia (1953) e Vietnã (1968). Sua primeira missão tática foi com a "Marine Fighter Squadron 212" durante o conflito na Coreia. Ele voou em mais de 350 combates tendo mais de 4.000 horas em vários voos/ataques em aviões.

Ocupou posições de combate em todos os níveis de aviação do corpo de fuzileiros: comandando um esquadrão de combatentes da marinha, um grupo de aviões da marinha e um grupo da "Marine Aircraft Wing". Ele foi o primeiro afro-americano a comandar um esquadrão de combate, um grupo de combate do ar, uma ases do ar, e uma grande base.[3]

Em 23 de fevereiro de 1979,[4] ele foi promovido a general brigadeiro tornando-se o primeiro general afro-americano do Corpo de Fuzileiros dos Estados Unidos. Em maio de 1983 avançou para a posição de maior general; e foi promovido a tenente-general (General Superior) em 12 de junho de 1986.

O general Petersen renunciou os seus direitos como General Comandante, no Desenvolvimento de Combate do Corpo de Fuzileiros, Quantico, Virgínia, em 8 de julho de 1988, a partir daí, ele serviu como assistente especial para o Chefe do Estado-Maior até o dia 31 de julho, e aposentou-se em 1 de agosto de 1988. Ele foi apresentado para a Medalha de Serviços Distintos excepcionalmente pelo seus serviços notórios no quartel general de onde renunciou.

Referências

  1. Williams, Rudi (6 de fevereiro de 2004). «Marine Corps' Magnetism Beckons Future General into World of Elite Warfighters». DefenseLINK News (em Inglês). U.S. Department of Defense. Consultado em 15 de outubro de 2006. Arquivado do original em 14 de outubro de 2006 
  2. «Official Marine Corps biography» (em Inglês). Consultado em 18 de agosto de 2008. Arquivado do original em 15 de junho de 2011 
  3. «News Release: Marine Corps Gen. Frank Petersen to Speak at Embry-Riddle Commencement» (em Inglês). Embry-Riddle Aeronautical University. 23 de abril de 1999. Consultado em 18 de agosto de 2008. Arquivado do original em 4 de setembro de 2003 
  4. «This week in Black history. (Col. Frank E. Petersen Jr. became the first Black promoted to the rank of brigadier general in the U.S. Marines)». Jet (em Inglês). 27 de fevereiro de 2006. Consultado em 18 de agosto de 2008 
  Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.