Abrir menu principal

Frederico Ulrico, Duque de Brunsvique-Luneburgo

(Redirecionado de Frederico Ulrich de Brunsvique-Luneburgo)
Frederico Ulrico
Duque de Brunsvique-Luneburgo
Príncipe de Volfembutel
Consorte Ana Sofia de Brandemburgo
Nascimento 5 de abril de 1591
Morte 11 de agosto de 1634 (43 anos)
Pai Henrique Júlio, Duque de Brunsvique-Luneburgo
Mãe Isabel da Dinamarca

Frederico Ulrico de Brunsvique-Volfembutel (5 de abril de 1591 - 11 de agosto de 1634) foi Duque de Brunsvique-Luneburgo e Príncipe de Volfembutel de 1613 até à sua morte.

Índice

FamíliaEditar

Frederico foi o primeiro filho do segundo casamento do duque Henrique Júlio, Duque de Brunsvique-Luneburgo com a princesa Isabel da Dinamarca. Os seus avós paternos eram o duque Júlio de Brunswick-Wolfenbüttel e a princesa Edviges de Brandemburgo. Os seus avós maternos eram o rei Frederico II da Dinamarca e a duquesa Sofia de Mecklemburgo-Güstrow.[1]

BiografiaEditar

Frederico estudou nas universidades de Helmstedt e de Tubinga e tornou-se duque governante após a morte do seu pai em 1613. Em 1615 entrou em guerra com a cidade de Brunsvique que não estava disposta a reconhecê-lo como seu governante.

Entre 1616 e 1622 foi deposto pela sua mãe, a princesa Isabel da Dinamarca, com a ajuda do seu tio, o rei Cristiano IV da Dinamarca, devido aos seus problemas com o alcoolismo. O governo foi liderado por Anton von Streithorst que quase arruinou o estado quando começou a fabricar moedas com metais mais baratos, o que levou à inflação da moeda. Devido à situação complicada do estado, o rei Cristiano voltou a colocar Frederico Ulrich no governo novamente. Com a ajuda dos estados nobres conseguiu recuperar todo o seu poder. Os membros do governo de regência fugiram do estado.

Devido à fraqueza e indecisão de Frederico, Brunsvique foi fortemente atacada durante os saques da Guerra dos Trinta Anos, tanto pelas forças católicas de Tilly !Artigos com ligações precisando de desambiguação[desambiguação necessária] e Pappenheim como pelas forças protestantes do seu tio Cristiano da Dinamarca e do rei Gustavo Adolfo da Suécia. O duque perdeu grande parte do seu território nesta altura. Morreu num acidente em 1634.

CasamentoEditar

Frederico casou-se com a princesa Ana Sofia de Brandemburgo, filha de eleitor João Segismundo de Brandemburgo e da duquesa Ana da Prússia no dia 4 de setembro de 1614. O casal não teve filhos.

Referências

  1. C. Arnold McNaughton, The Book of Kings: A Royal Genealogy, in 3 volumes (London, U.K.: Garnstone Press, 1973), volume 1, page 40.