Abrir menu principal
Frente do Don
Red Army badge.gif
País  União Soviética
Corporação Forças Armadas da União Soviética
Tipo de unidade Grupo de exércitos
História
Guerras/batalhas Segunda Guerra Mundial

A Frente do Don foi um grupo de exércitos do Exército Vermelho da União Soviética, durante a Segunda Guerra Mundial. O nome refere-se ao Rio Don, na Rússia, em cuja região a frente originalmente atuou.

FormaçãoEditar

A frente foi criada por ordem da Stavka, o Supremo Alto Comando soviético, em 28 de setembro de 1942, a fim de formar uma estrutura de comando mais coesa para as forças soviéticas que lutavam em Stalingrado e em seus arredores. Naquela data, a Stavka ordenou:

1. Organize duas frentes independentes na região de Stalingrado [...] a Frente do Don, incluindo nela os 63º e 21º exércitos, o 4º Exército de Tanques, o 1º Exército da Guarda, e os 24º e 66º exércitos [...]
3. Indique o tenente-general K. K. Rokossovski como comandante das forças da Frente do Don, liberando-o de seus deveres como comandante da Frente de Briansk.
4. Além disso, inclua o Comissário do Corpo A. S. Jeltov no Conselho Militar da Frente do Don [...]
7. Aponte o Major-general K. A. Kovalenko como vice-comandante da Frente do Don [...]
8. Aponte o Major-general M. S. Malinin como chefe de gabinete da Frente do Don [...]
9. Nomeie o Coronel Boikov como chefe do Departamento de Operações da Frente do Don [...].[1]

A composição inicial da Frente do Don foi a seguinte:

  • 1º Exército da Guarda.
  • 21º Exército.
  • 24º Exército.
  • 63º Exército.
  • 66º Exército.
  • 4º Exército de Tanques.
  • 16º Exército Aéreo.

O quadro de comando da nova frente veio quase inteiramente da Frente Briansk de Rokossovski, oficiais em quem ele confiava e que o seguiriam até que ele fosse ordenado a assumir o comando da Segunda Frente Bielorrussa, no final de 1944.[2]

ReferênciasEditar

  1. David M. Glantz, Armageddon in Stalingrad, University Press of Kansas, Lawrence, KS, 2009, pp 272-73
  2. Boris Sokolov, Marechal KK Rokossovsky. Helloin & Company, Solihull, Reino Unido, 2015, p. 188-89