Gálatas 4

Gálatas 4 é o quarto capítulo da Epístola aos Gálatas, de autoria do Apóstolo Paulo, que faz parte do Novo Testamento da Bíblia.[1]

Gálatas 4
P051-Gal-1 2-10-POxy2157-IV.jpg
Trecho da Epístola aos Gálatas no Papiro 51.
Livro Epístola aos Gálatas
Categoria Epístolas Paulinas
Parte da Bíblia Novo Testamento
Precedido por: Gálatas 3
Sucedido por: Gálatas 5
Capítulos de Gálatas

EstruturaEditar

I. A defesa da doutrina da justificação pela fé sem as obras da Lei (continuação de Gálatas 2)

1. Ao mostrar os prejuízos dos que renunciam à fé em Cristo e voltam ao legalismo (continuação de Gálatas 3)
a) Perda da bênção de sua herança como filhos de Deus e retorno ao cativeiro do cerimonialismo, v. 1-10
b) Perda do sentido da apreciação das obras realizadas a favor deles, v. 11-16
c) Risco de se converterem em filhos de Abraão segundo a carne, em vez de se tornarem filhos da promessa, v. 19-31

Manuscritos originaisEditar

Referências

  1. «A Formação do Novo Testamento». Portal da Sociedade Bíblica do Brasil 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre a Bíblia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.