Gabriel I de Constantinopla

Gabriel I de Constantinopla
Nascimento Século XVI
Morte 1596
Constantinopla
Ocupação sacerdote
Religião cristianismo ortodoxo

Gabriel I de Constantinopla (em grego: Γαβριήλ Α΄; m. 1596) foi patriarca ecumênico de Constantinopla entre março e agosto de 1596. Ele foi antes bispo de Tessalônica e era um aliado do patriarca Jeremias II Tranos, participando do sínodo convocado por ele em 1593[1]. Ele foi eleito depois da deposição de seu predecessor, Mateus II, por causa de irregularidades em sua eleição. Gabriel era considerado um hierarca habilidoso e esperava-se que sua eleição ajudasse a estabilizar os muitos problemas que afligiam o Patriarcado na época[2].

Contudo, ele logo ficou doente e acabou falecendo entre julho ou agosto do mesmo ano. Rumores circularam de que ele teria sido envenenado, mas nada se confirmou. Depois de sua morte, o metropolita de Atenas Teófanes I Karikis assumiu o comando temporário da igreja até dezembro de 1596 (locum tenens).

Ver tambémEditar

Gabriel I de Constantinopla
(1596)
Precedido por:  

Patriarcas ecumênicos de Constantinopla

Sucedido por:
Mateus II 182.º Teófanes I

Referências

  1. Grumel, Venance (1958). Traité d'études byzantines. La chronologie (em francês). I. Paris: Presses universitaires de France. p. 438 
  2. «Γαβριὴλ Α´» (em grego). Site oficial do Patriarcado Ecumênico de Constantinopla 

BibliografiaEditar