Abrir menu principal
Abissínio
País de origem  Egito
Normas da raça CFA: link
FIFé: link
TICA:link
ACFA: link
CCA: link

Abissínios são gatos de origem etíope, tímidos e discretos, de miado baixo que se assemelha ao som de um sino e que pesa cerca de 4 a 7,5kg.[1] O seu nome provém da Abissínia (hoje a Etiópia), o império do qual se supôs inicialmente ter origem esta raça. Estudos mais recentes colocam as suas origens na costa do Egito.

Índice

Características físicasEditar

Suas orelhas são grandes, largas na base e com extremidades levemente arredondadas, moderadamente pontiagudas, bastante espaçadas, posicionadas em estado de alerta; apresenta-se cobertas de pelos curtos e acamados. É possível a presença de uma marca nas costas da orelha ("marca selvagem" ou "marca de polegar") como penachos nas extremidades. De olhos grandes e amendoados, realçados por um fino traço e escuro da cor de base, por sua vez, orlado por uma coloração mais clara. Brilhantes, expressivos, com uma cor pura que pode variar a amarelo ouro, verde e âmbar. Sua pelagem é densa, que pode ser de pelo curto ou médio na coluna dorsal. Pelagem caracterizada por um ticking (duas ou três faixas de cor, alternando o claro e o escuro em cada pelo e com a extremidade escura). Entre as cores reconhecidas, podemos citar o azul, sorrel, fawn, vermelho e prateado. Seu corpo é de tamanho médio, com aspecto firme e musculoso, caixa torácica arredondada e dorso ligeiramente arqueado. Patas compridas, retas, finas e bastante musculosa e com pés pequenos.[2]

TemperamentoEditar

Um gato muito ativo, extrovertido, brincalhão, extremamente curioso e equilibrado. De forte personalidade, é bastante independente embora sociável, afetuoso, meigo e sensível, necessitando de atenção, detesta a solidão. A devoção ao dono é apenas a ele, muito comunicativo e com miados discretos. Essa raça atlética e caçadora necessita de exercício e de espaço, sendo aconselhado um jardim cercado. Sua higiene e cuidados é facil, necessitando apenas penteá-lo e escová-lo uma vez por semana.[3]

 
Gato abissínio.

HistóriaEditar

O abissínio pertence a uma das mais antigas raças felinas, embora a sua verdadeira origem seja ainda um mistério. Talvez seja originário da Etiópia, antiga Abissínia, razão do seu nome. Devido sua semelhança com o gato Sagrado do Antigo Egito, diz a lenda que este animal teria nascido nas margens do rio Nilo. Conta-se que Ramsés II teria pedido ao rei da Abissínia um grupo de gatos que levou para o Egito. Além disso, pode ser observado gatos com uma pelagem semelhante à do Abissínio na África, Europa e Ásia. O primeiro gato Abissínio foi trazido da Etiópia por Robert Napier, tendo chegado à Grã-Bretanha em 1868. Designado com o nome Zula, foi exposto em 1871 no Crystal Palace de Londres. A partir de 1874 começa a ser o tema de um estudo científico realizado por G. Stables. A raça, reconhecida na Inglaterra em 1882, foi fixada e apurada através de cruzamentos com o British Shorthair. O Abissínio foi reconhecido pela C.F.A. Em 1926, foi criado o Abyssian Cat Club. Na sequência das duas Guerras Mundiais e da epidemia da leucemia felina, ocorrida entre 1960 e 1970, a raça quase desapareceu. Atualmente, o Abissínio faz parte das mais conhecidas e apreciadas raças de pelo curto.

Referências

  1. "Abyssinian Profile", Catz Inc., 4 de outubro de 2009
  2. Cat Fanciers' Association. "Breed Profile: Abyssinian". 2011.
  3. «TICA page of Abyssinian Breed». TICA. Consultado em 21 de maio de 2012 
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Gato abissínio