Georg Kerschensteiner

professor académico alemão

Georg Michael Kerschensteiner (Munique, 29 de julho de 1854Munique, 15 de janeiro de 1932) foi um pedagogista alemão. Discípulo de Pestalozzi, foi um dos criadores das escolas do trabalho.[1]

Georg Kerschensteiner
Nascimento 29 de julho de 1854
Munique
Morte 15 de janeiro de 1932 (77 anos)
Munique (Alemanha)
Cidadania Reino da Baviera, Reich Alemão
Cônjuge Sophie Kerschensteiner, Marie Kerschensteiner
Alma mater
Ocupação pedagogo, professor, escritor, professor universitário, político
Empregador Universidade de Munique

Fundou uma pedagogia que valoriza a inteligência prática, em oposição ao intelectualismo de Herbart. Ele é também fundador de uma pedagogia orientada para o trabalho e o sucesso profissional.

Ele criou as escolas do trabalho, vendo no exercício de uma atividade a base do desenvolvimento da inteligência prática. Para ele, a pedagogia deve permitir que um saber se torne uma competência, única prova de uma aquisição real deste saber. Ele recusa a oposição entre a formação geral e a formação profissional. Acredita que a inteligência não pode ser outra senão aquela que sabe pôr em prática, senão ela não passa de intelectualismo inútil.

Referências

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.