Gloria de Thurn e Taxis

Maria Glória Fernanda Guerda Carlota Teutônia Francisca Margarida Frederica Simone Joana Joaquina Josefina Guilhermina Humberta de Thurn e Taxis (Alemão: Mariae Gloria Ferdinanda Gerda Charlotte Teutonia Franziska Magarethe Frederike Simone Johanna Joachima Josefine Wilhelmine Huberta von Schönburg-Glauchau; Estugarda, 23 de fevereiro de 1960) é uma princesa e socialite alemã.

Gloria de Thurn e Taxis
Gloria de Thurn e Taxis com seu marido em 1981
Nascimento 23 de fevereiro de 1960 (62 anos)
Estugarda
Cidadania Alemanha
Progenitores
  • Joachim, Count of Schönburg-Glauchau
  • Beatrix, Countess of Schönburg-Glauchau
Cônjuge João de Thurn e Taxis
Filho(s) Maria Teresa de Thurn e Taxis, Alberto II de Thurn e Taxis, Elisabeth von Thurn und Taxis
Irmão(s) Alexander Graf von Schönburg-Glauchau
Ocupação empreendedor, atriz
Prêmios
  • Cruz de Oficial da Ordem do Mérito da República Federal da Alemanha
  • Orden wider den tierischen Ernst (2008)
  • Cavaleiro Comandante com Estrela da Ordem de São Gregório Magno
  • Ordem do Mérito da Baviera
  • Ordem da Cruz Estrelada
Wappen Thurn und Taxis mit Schönburg-Glauchau.png
Religião Igreja Católica

BiografiaEditar

Gloria de Thurn e Taxis é a filha mais velha do conde Joaquim de Schönburg-Glauchau e de sua esposa Beatriz, nascida condessa Széchényi de Sárvár. Apesar de sua família ter sangue azul, ela trabalhou como garçonete.[1]

Em 31 de maio de 1980, no Castelo de Thurn und Taxis, casou com o príncipe Johannes de Thurn e Taxis, um dos homens mais ricos da Europa. Ela tinha então vinte anos de idade e Johannes, quase cinquenta e quatro. Os dois tiveram como filhos Maria Theresia Ludowika Klothilde Helene Alexandra, nascida em 28 de novembro de 1980, Elisabeth Margarete Maria Anna Beatriz, nascida em 24 de março de 1982, e Alberto II de Thurn e Taxis, nascido em 24 de junho de 1983.

Após a morte de seu marido, em dezembro de 1990, Gloria teve que controlar a enorme fortuna dos Thurn und Taxis. Compareceu ao casamento de Duarte Pio de Bragança com Isabel de Herédia, em maio de 1995.

Conhecida como "Princesa TNT", foi um ícone durante a década de 1980, ficando também conhecida por seu estilo de vida extravagante e leviano. Em 2001, foi bastante criticada por dizer em um talk show que a alta taxa de AIDS nos países africanos não se devia apenas à falta de sexo seguro, mas também ao fato de que "negros gostam de copular (schnackseln) muito".

Referências

  1. d'Elora, Camille; Point de Vue, Gloria von Thurn und Taxis: La Mal Aimée, p. 5

Ligações externasEditar