Goda ou Godas (em grego: Γώδας) foi um oficial vândalo de origem gótica ativo no século VI. Foi descrito como impulsivo, vigoroso e fisicamente forte. Era um escravo do rei vândalo Gelimero (r. 530–534) que tinha sido nomeado como governador da Sardenha. Por 533, Goda parou de enviar para a África os impostos coletados e revoltou-se contra seu suserano,[1] passando a governar a ilha independentemente.[2]

Goda
Moeda vândala com efígie de Goda
Morte 533
Sardenha
Nacionalidade Reino Vândalo
Etnia Goda
Ocupação escravo

Goda procurou auxílio militar do imperador bizantino (r. 527–565) que estava se preparando para fazer uma expedição contra os vândalos, porém foi rapidamente derrubado e morto no verão daquele ano por uma expedição liderada por Tzazão.[2] Justiniano enviou-lhe uma força de apoio, mas ela não chegou a tempo.[3]

Referências

  1. Dewing 1979, p. 99.
  2. a b Martindale 1992, p. 539.
  3. Dewing 1979, p. 196f.

BibliografiaEditar

  • Dewing, H.B. (1979). Procopius. 2. Cambridge: Loeb Classical Library 
  • Martindale, John R.; Jones, Arnold Hugh Martin; Morris, John (1992). The Prosopography of the Later Roman Empire - Volume III, AD 527–641. Cambridge e Nova Iorque: Cambridge University Press. ISBN 0-521-20160-8