Abrir menu principal
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde fevereiro de 2013)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Godofredo III de Lovaina
Nascimento 1142
Morte 21 de agosto de 1190 (48 anos)
Progenitores Pai:Godofredo II de Lovaina
Filho(s) Henrique I de Brabante
Ocupação feudatário

Godofredo III de Lovaina (1140 - 10 ou 21 de agosto de 1190) foi conde de Lovaina, conde de Brabante, marquês de Antuérpia e duque da Baixa-Lotaríngia com o nome de (Godofredo VII) de 1142 a 1190.

Foi filho de Godofredo II (1100 - 13 de Junho de 1142), conde de Lovaina, de Bruxelas, conde de Brabante, marquês de Antuérpia e duque da Baixa-Lotaríngia, e de Lutegarda de Soulzbach (1109 - 1163) filha de Berengário II de Soulzbach, conde de Soulzbach e de Adelaide de Lechsgemünd.

Imediatamente após sua tomada do poder, parentes e senhores brabaneses passaram a procurar por uma maneira de lucrar com sua pouca idade, revoltando-se e entregando seus domínios à anarquia. Uma trégua foi provocada com o advento da segunda cruzada e a regência começa a retomar o poder.

Godofredo está presente na coroação de Henrique Berengário, filho do imperador Conrado III em 1147. Ordena a construção do forte de Nedelaer no monte de Grimbergen.

Em 1148, tendo o imperador partido para a cruzada, revoltas retomam o landgraviato de Brabante e Godofredo, ainda jovem, não consegue controlar seus domínios. Foi somente quando da tomada do poder por um novo imperador, Frederico I Barbarossa, em 1154, que a paz foi possível.

Godofredo III se beneficia do casamento com Margarida de Limburgo, pondo um fim à rivalidade entre as duas linhas familiares quanto à Baixa-Lotaríngia. Em 1159, Godofredo põe um fim à guerra com os Berthout, senhores de Grimbergen e Malines, que havia durado dezoito anos (1141-1159).

Uma batalha coloca Godofredo em oposição ao conde de Hainaut em 1171, e sofre uma importante derrota. Negocia em 1179, para seu filho Henrique I de Brabante, o casamento com uma sobrinha de Filipe da Alsácia, conde de Flandres. No contrato de casamento, promete-se ao companheiro que vier a enviuvar-se as tribunas feudais do condado de Lovaina. Em 1183, seu filho já estando capaz de governar, obtém o título ducal ao landgraviato de Brabante e parte para libertar Jerusalém de 1183 a 1184.

Morre em 1190, tendo consideravelmente aumentado seus domínios, que foram transmitidos a seu filho Henrique.

Casamento e filhosEditar

Casa-se em primeiras núpcias, em 1155, com Margarida de Limburgo (11351172), filha de Henrique II de Limburgo, conde de Limburgo, e de Matilde de Saffenberg (? - 1145), filha de Adolfo I de Saffenberg e de Margarida de Schwarzenberg, de quem teve:

  1. Henrique I de Brabante (1165 - 5 de Setembro de 1235), primeiro duque de Brabante; casou-se por duas vezes a primeira com Matilde de Bolonha (1170 - 1210) filha de Mateus da Alsácia e de Maria de Blois. O segundo casamento foi em 1213 com Maria de França, princesa de França (1198 - 1224) filha de Filipe II Augusto, rei de França e de Inês de Merânia (1170 - 1201).
  2. Adalbero de Lovaina (11661192), bispo de Liège.

Ao enviuvar em 1180 voltou a casar-se, desta feita com Imagina de Looz (? - 5 de Junho de 1214), filha de Luís I de Looz, conde de Looz e de Inês de Metz de quem teve:

  1. Guilherme de Lovaina (1180 -?), senhor de Perwez e de Ruysbroek; casou com Maria de Orbais.
  2. Godofredo de Lovaina († 1225) casou com Alice de Hastings. Mudou-se para a Inglaterra em 1196.

BibliografiaEditar

  • Raymond H. Schmandt, The Election and Assassination of Albert of Louvain, Bishop of Liège, 1191-92, Speculum, Vol. 42, No. 4 (Oct., 1967), pp. 639-660.
Precedido por
Godofredo II
conde de Lovaina e de Bruxelas
duque da Baixa-Lotaríngia
 

Sucedido por
Henrique I