Abrir menu principal

O Golpe Botelho Moniz ou Abrilada de 1961[1] foi uma tentativa de golpe de estado constitucional em 11-12 de Abril de 1961, em Portugal, dirigida pelo general Botelho Moniz, com o objetivo expresso de afastar Salazar da chefia do governo. Os preparativos foram denunciados, no que general Kaúlza de Arriaga e o almirante Américo Tomás (apoiantes do Estado Novo) detiveram um papel importante, e vários dos mais altos chefes militares foram exonerados das suas funçoes governativas. O insucesso deveu-se, em boa parte, às falhas de organização dos implicados.

No rescaldo Francisco da Costa Gomes foi colocado na chefia do Distrito de Recrutamento e Mobilização de Beja e foi-lhe permitido publicar uma carta no Diário Popular onde explicou que o problema das províncias africanas era “um complexo de problemas do qual o militar é uma das partes que está longe de ser a mais importante”. Sobre esta carta, a embaixada americana, como que antevendo o futuro político de Costa Gomes, comentou: “É possível que se numa data futura as Forças Armadas acharem necessário dispensar os serviços do Dr. Salazar, o coronel Costa Gomes seja, em vez do general Botelho Moniz, a verdadeira solução”.[2] Costa Gomes pôde prosseguir a sua carreira militar, tendo terminado o Curso de Altos Comandos em 1964 e em 1972 é nomeado 7.º Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas de Portugal, em substituição do general Venâncio Deslandes.

Índice

EnvolvidosEditar

Referências

  1. Serra 1982, p. 1167.
  2. Antunes, Jose Freire - Kennedy e Salazar: O leao e a raposa (Os Americanos e Portugal), 1991


BibliografiaEditar

  • Antunes, José Freire (1991). Kennedy e Salazar: o leão e a raposa. Americanos e Portugal,. [S.l.]: Difusão Cultural,. ISBN 9789727091140 
  • Centro de Documentação 25 de Abril da Universidade de Coimbra; Entrevista de Maria Manuela Cruzeiro (2014). Costa Gomes. O Último Marechal. [S.l.]: D. Quixote. ISBN 9789722055185 
  • Rodrigues, Luís Nuno (2008). Marechal Costa Gomes. No centro da tempestade. [S.l.]: Esfera dos Livros. 408 páginas. ISBN 9896261032 
  • Serra, João B.; Matos, Luís Salgado de (1982). Intervenções militares na vida política. (PDF). Revista Análise Social (n.os 12-13-14). I. Lisboa: Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. p. 1165-1195. Consultado em 25 de maio de 2014 
  • Valença, Fernando. As forças armadas e as crises nacionais : a abrilada de 1961. Mem Martins, Publicações Europa-América, [1978].

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre História de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.