Golpe de Estado no Togo em 1963

Golpe de Estado no Togo em 1963
Location Togo AU Africa.svg
Data 13 de janeiro de 1963
Local Lomé, Togo
Desfecho Golpe de Estado bem sucedido.
Beligerantes
Governo Facção das Forças Armadas Togolesas
Comandantes
Sylvanus Olympio Executed Emmanuel Bodjollé
Étienne Eyadéma
Kléber Dadjo

Golpe de Estado em Togo em 1963 foi um golpe militar ocorrido no Togo em 13 de janeiro de 1963. Os líderes golpistas (principalmente Emmanuel Bodjolle, Étienne Eyadéma e Kléber Dadjo) tomaram os edifícios do governo, prenderam a maior parte do gabinete e assassinaram o primeiro presidente do Togo Sylvanus Olympio fora da embaixada estadunidense em Lomé. Os líderes do golpe trouxeram rapidamente Nicolas Grunitzky e Antoine Meatchi, ambos os quais eram adversários políticos exilados de Olympio, conjuntamente para formar um novo governo. Enquanto o governo de Gana e seu presidente Kwame Nkrumah foram implicados no golpe e no assassinato de Olympio, uma investigação completa nunca foi concluída e o clamor internacional terminaria eventualmente. O evento foi importante como o primeiro golpe de Estado nas colônias francesas e britânicas da África que alcançaram a independência nas décadas de 1950 e 1960,[1] e Olympio é lembrado como um dos primeiros chefes de Estado a ser assassinado durante um golpe militar na África.[2]

Sylvanus Olympio, o primeiro presidente do Togo foi assassinado por oficiais militares no golpe de 1963.

Referências

  1. Howe 2000, p. 44.
  2. Mazuri 1968, p. 57.

BibliografiaEditar

Livros e artigos de revistas

Jornais (organizados cronologicamente)

  • «Protest Speech Sets UN Record». New York Amsterdam News. 13 de dezembro de 1947. p. 1 
  • «Energetic Togo Leader: Sylvanus Olympio». New York Times. 8 de abril de 1960. p. 11 
  • «A Robust Leader Speaks for Togo». Washington Post. 1 de maio de 1960. p. E4 
  • «Togo backs Olympio: Returns show 99% Support Ex-Premier as President». New York Times. 11 de abril de 1961. p. 6 
  • Legum, Colin (11 de janeiro de 1962). «Ghana, Togo Trade Subversion Charges: May Seek Overthrow Divided After War». Washington Post. p. A12 
  • «Togo's President Slain in Coup: Insurgents Seize Most Of Cabinet». The Washington Post. 14 de janeiro de 1963. p. A1 
  • «Olympio's Death Tragic Blow, Kennedy Says». Boston Globe. 15 de janeiro de 1963. p. 8 
  • «Ghana Denies Any Role in Togo Assassination». Chicago Defender. 21 de janeiro de 1963. p. 7A 
  • «Tubman Urges All African States To Ignore Togo Setup». Chicago Defender. 21 de janeiro de 1963. p. 6 
  • Lukas, J. Anthony (22 de janeiro de 1963). «Olympio Doomed by Own Letter: Sergent whose job appeal failed slew Togo Head». New York Times. p. 3 
  • Landrey, W.G. (22 de janeiro de 1963). «Togo Sergent Tells How He Killed Olympio». Chicago Defender. p. 4 
  • «Olympio Death Called Cold-Blooded Murder». Chicago Defender. 23 de janeiro de 1963. p. 4 
  • «Death Urged For Olympio Assassins». Washington Post. 27 de janeiro de 1963. p. A18 
  • «Togolese Thwart Attempted Coup». New York Times. 11 de abril de 1963. p. 8 
  • «Arranging things». Time. 81. 10 de maio de 1963 
  • «Togo Frees Five Ex-Ministers». New York Times. 24 de maio de 1963. p. 9 
  • «Togo Police Fire on Crowd». Washington Post. 17 de junho de 1963. p. A12 
  • Doty, Robert C. (26 de janeiro de 1964). «Son asks Inquiry in Olympio Death». New York Times. p. 2 
  • «France and the Olympios». New African (377). Setembro de 1999. 13 páginas