Sylvanus Olympio

político togolês

Sylvanus Epiphanio Olympio (6 de setembro de 1902 - 13 de janeiro de 1963) foi um político nacionalista togolês que atuou como primeiro-ministro, e depois como presidente do seu país, de 1958 até seu assassinato em 1963.[1] Pertencente à família Olympio, cujos membros eram descendentes de Francisco Olympio da Silva [1](1833 – 1907), afro-brasileiro retornado do Brasil à África Ocidental, no século XIX, traficante de escravos e fundador de uma das famílias mais proeminentes do Togo.[2][3] Seu tio, Octaviano Olympio, foi um dos fundadores de Lomé e uma das pessoas mais ricas do Togo, no início de 1900.[4]

Sylvanus Olympio
1.º Presidente do Togo
Período 27 de abril de 1960
a 13 de janeiro de 1963
Sucessor(a) Emmanuel Bodjollé
Primeiro-ministro do Togo
Período 16 de maio de 1958
a 12 de abril de 1961
Antecessor(a) Nicolas Grunitzky
Sucessor(a) nenhum até 1991
Dados pessoais
Nascimento 6 de setembro de 1902
Lomé, Togo
Morte 13 de janeiro de 1963 (60 anos)
Lomé, Togo
Cônjuge Dina Olympio

Depois de se formar na London School of Economics, Sylvanus Olympio trabalhou para a Unilever, tornando-se gerente geral das operações africanas da empresa. Após a Segunda Guerra Mundial, Olympio destacou-se por sua atuação para a independência do Togo. Seu partido venceu as eleições de 1958, e ele se tornou o primeiro-ministro do país. Sua liderança foi consolidada quando o Togo conseguiu a independência, e ele venceu as eleições de 1961, tornando-se o primeiro presidente do Togo.

Olympio foi assassinado durante um golpe de estado, em 1963.[5]

Referências

  1. «Sylvanus Olympio». Encyclopædia Britannica [ligação inativa]
  2. Afro-Brazilians in Togo - The case of the Olympio family, 1882-1945. Por Alcione M. Amos. Cahiers d’études africaines nº 162, 2001.
  3. «Biography of Sylvanus Olympio». African Success 
  4. The Olympio family. Acervo Agudá.
  5. «Réquiem a presidentes africanos». Aventuras na História. Consultado em 9 de fevereiro de 2013. Arquivado do original em 5 de março de 2016 

BibliografiaEditar

Livros e periódicos

Jornais (em ordem cronológica)

  • «Protest Speech Sets UN Record». New York Amsterdam News. 13 de dezembro de 1947. p. 1 
  • «Energetic Togo Leader: Sylvanus Olympio». New York Times. 8 de abril de 1960. p. 11 
  • «A Robust Leader Speaks for Togo». Washington Post. 1 de maio de 1960. p. E4 
  • «Togo backs Olympio: Returns show 99% Support Ex-Premier as President». New York Times. 11 de abril de 1961. p. 6 
  • «Togo's President Slain in Coup: Insurgents Seize Most Of Cabinet». The Washington Post. 14 de janeiro de 1963. p. A1 
  • Lukas, J. Anthony (22 de janeiro de 1963). «Olympio Doomed by Own Letter: Sergent whose job appeal failed slew Togo Head». New York Times. p. 3 
  • «France and the Olympios». New African (377). Setembro de 1999. 13 páginas 

Precedido por
Nicolas Grunitzky
Primeiro-ministro do Togo
1958–1961
Sucedido por
Joseph Kokou Koffigoh
Precedido por
(nenhum)
Presidente do Togo
1960–1963
Sucedido por
Emmanuel Bodjollé
  Este artigo sobre um político é um esboço relacionado ao Projeto Biografias de Políticos. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  Este artigo sobre o Togo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.