Grande Peste de 1738

A Grande Peste de 1738 foi uma epidemia de peste bubónica, que afectou os países como Roménia, Hungria, Ucrânia, Sérvia, Croácia e Áustria entre 1738 e 1740.

Em fevereiro de 1738, a peste atingiu a região de Banato, tendo sido espalhada pelo Exército Imperial.[1]

De acordo com a dieta húngara de 1740, a peste causou aproximadamente 36 000 vítimas.[2]

Ao longo dos oito anos seguintes, a peste matou um sexto da população de Timișoara. O Monumento da Santíssima Trindade situado em Piața Unirii, Timișoara, foi dedicado às vítimas da praga. A praga voltaria a atingir a cidade novamente entre 1762 e 1763.[3]

Outras cidades da região também foram atingidas. Entre outubro de 1737 e abril de 1738, cento e onze mortes foram relatadas na cidade de Zărneşti, e setenta em Codlea.[2] Mais de 10% da população de Clausemburgo foi morta pela pandemia.[4]

A doença espalhou-se pelo mar Adriático, atingindo a ilha de Brač na actual Croácia.[5]

No verão, a cidade da Sérvia, Zrenjanin, foi afectada.[6]

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Banat's historical chronology for the last millennium XVIII Centrury» (em inglês). GenealogyRO Group. Consultado em 23 de Janeiro de 2016 
  2. a b «Demographic Changes» (em inglês). Magyar Elektronikus Könyvtár. Consultado em 23 de janeiro de 2016 
  3. «The cradle of Romanian Revolution» (em inglês). thekonst.net. 11 de julho de 2003 
  4. «Cluj-Napoca history» (em inglês). www.clujonline.com. Consultado em 23 de janeiro de 2016 
  5. «Island of Brac» (em inglês). www.croatians.com. Consultado em 23 de janeiro de 2016. Cópia arquivada em 9 de abril de 2012 
  6. «Zrenjanin kroz istoriju» (em sérvio). Portal de Zrenjanin. Consultado em 23 de janeiro de 2016