Grande Tempestade de 1703

A grande tempestade de 1703 foi um ciclone extratropical destrutivo que atingiu o centro e o sul da Inglaterra em 26 de novembro de 1703. Os ventos fortes causaram o colapso de 2 000 chaminés em Londres e danificaram a New Forest, que perdeu 4 000 carvalhos. Os navios foram desviados centenas de milhas do curso e mais de 1 000 marinheiros morreram apenas em Goodwin Sands. Boletins de notícias de baixas e danos foram vendidos em toda a Inglaterra - uma novidade na época. A Igreja da Inglaterra declarou que a tempestade era a vingança de Deus pelos pecados da nação. Daniel Defoe pensou que era um castigo divino pelo mau desempenho contra os exércitos católicos na Guerra da Sucessão Espanhola.[1][2][3][4]

Referências

  1. Defoe, Daniel (2005). Hamblyn, Richard, ed. The Storm. [S.l.]: Penguin Classics. ISBN 0-14-143992-0 
  2. Brayne, Martin (2002). The Greatest Storm. [S.l.]: Sutton. ISBN 0-7509-2804-2 
  3. An Exact Relation of The Late Dreadful Tempest: Or, A Faithful Account of The Most Remarkable Disaster Which Happened On That Occasion. Faithfully Collected By An Ingenious Hand, To Preserve The Memory Of So Terrible A Judgement. [S.l.]: A. Baldwin. 1704 
  4. Lamb, H. H.; Frydendahl, Knud (1991). Historic Storms of the North Sea, British Isles and Northwest Europe. [S.l.]: Cambridge University Press. ISBN 978-0-521-37522-1 

Ligações externas

editar