Gregos pônticos

Gregos pônticos (em grego: Πόντιοι, Ελληνοπόντιοι; romaniz.: Póntioi ou Ellinopóntioi; em turco: Pontus Rumları ou Karadeniz Rumlari) são um grupo étnico grego[5][6] que tradicionalmente vivia no nordeste da Anatólia, que é hoje o nordeste da Turquia.

Gregos pônticos
Πόντιοι
Pontus Greek family.JPG
Uma família de gregos pônticos de Kerasounta (atual Giresun) no início do século XX
População total

c. 2 milhões[1] a 2,5 milhões[2]

Regiões com população significativa
 Grécia 500 000 (2019) [3]
 Turquia 464 530 (1919) [4]
 Rússia
 Estados Unidos
 Alemanha
 Ucrânia
Línguas
Predominantemente grego e pôntico, mas também as línguas de seus países de residência, como armênio/arménio, russo, turco, georgiano, urum
Religiões

Flag of the Greek Orthodox Church (Modified).png Igreja Ortodoxa Grega
OrthodoxCross(black,contoured).svgIgreja Ortodoxa Russa

Star and Crescent.svg Islão sunita

Star of David.svg Judaísmo
Etnia
Gregos
Grupos étnicos relacionados
Capadócios gregos

Os gregos pônticos encontravam-se sobretudo na região do Ponto, às margens do mar Negro, nos Montes Pônticos e na província de Kars (que no século XIX foi temporariamente ocupada pela Rússia), além de outras regiões do Cáucaso e da Geórgia. Aqueles que viviam ao sul da Rússia e da Crimeia (Ucrânia) são muitas vezes referidos como "[gregos] pônticos do norte", em contraste com os "pônticos do sul". Aqueles que viviam na Geórgia, no nordeste da Anatólia e no antigo Cáucaso russo são muitas vezes referidos nos círculos acadêmicos gregos contemporâneos como "[gregos] pônticos do leste" ou "gregos do Cáucaso".

Soldados gregos pônticos no início do século XX

Esse grupo étnico consiste de descendentes gregos e falam o dialeto grego pôntico, uma forma distinta da língua grega padrão que, devido ao afastamento, teve um processo de evolução linguística diferente da do resto do mundo grego. Os pônticos tiveram uma presença contínua na região do Ponto (no nordeste da Turquia moderna), na Geórgia e no nordeste da Anatólia desde pelo menos 700 a.C. até 1922.[7]

Ver tambémEditar

Referências

  1. Dufoix, Stephane (2008). Diasporas. [S.l.]: University of California Press. p. 40. ISBN 9780520941298. For example, there are 2 million Pontic Greeks worldwide, mostly in Russia, Ukraine, Greece, Germany, and Sweden. 
  2. Phrankoulē-Argyrē, Ioustinē (2006). Spyridon, Archbishop of America, 1996 – 1999: the heritage. [S.l.]: Hellēnika Grammata. p. 175. Οι ξεριζωμένοι και διασκορπισμένοι στα πέρατα της οικουμένης έλληνες του Πόντου συμποσούνται σήμερα γύρω στα 2.500.000. 
  3. Bateman, Jessica. «The revival of a second Greek language». www.bbc.com (em inglês). Consultado em 1 de maio de 2021. Today, around 500,000 Pontics live in Greece – around 5% of the total population... 
  4. Greece: The Modern Sequel: from 1821 to the present. John S. Koliopoulos,Thanos Veremis,C Hurst & Co Publishers Ltd (Mai 2007) P. 285
  5. Alan John Day, Roger East, Richard Thomas (2002). A Political and Economic Dictionary of Eastern Europe. [S.l.]: Psychology Press. p. 454. ISBN 1857430638 
  6. Totten, Samuel; Bartrop, Paul Robert; Jacobs, Steven L. (2008). Dictionary of Genocide: A-L. [S.l.]: ABC-CLIO. p. 337. ISBN 0313346429 
  7. Wood, Michael (2005). In Search of Myths & Heroes: Exploring Four Epic Legends of the World. [S.l.]: University of California Press. p. 109. ISBN 0520247248 

BibliografiaEditar

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Gregos pônticos


  Este artigo sobre etnologia ou sobre um(a) etnólogo(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.