Abrir menu principal
Representação do Grito de Almacave, em tapeçaria do século XIX.

O Grito de Almacave terá sido pronunciado pelos povos representados nas lendárias Cortes de Lamego, simbolicamente identificado com a fundação de Portugal. Clamado desde a Revolução de 1640 como "o grito da liberdade portuguesa", foi adoptado como lema pelo Integralismo Lusitano.

António Sardinha, líder desse movimento patriótico, agarrou nele e fez-lhe uns versos de alento, aos seus membros, chamando-lhes aí "Cavaleiros de Almocave"[1].

O gritoEditar

O grito é, em latim:

Nos liberi sumus, Rex noster liber est, manus nostrae nos liberverunt

O que, em português, significa:

Nós somos livres, o nosso Rei é livre, e as nossas mãos nos libertaram

Referências