Abrir menu principal
Guerra dos Dez Anos
Embarcament dels voluntaris catalans al port de Barcelona.jpg
Voluntários catalães indo para a guerra.
Data 10 de outubro de 18681878
Local Cuba
Desfecho Vitória espanhola; Paz de Zanjón
Combatentes
Cuba Rebeldes cubanos Espanha Reino da Espanha
Líderes e comandantes
Cuba Carlos Manuel
Cuba Máximo Gómez
Cuba Antonio Maceo Grajales
Espanha Arsenio Martínez Campos
Forças
12 000 rebeldes
40 000 apoiadores
100 000 combatentes
Vítimas
300 mil rebeldes e civis mortos desconhecido

A Guerra dos Dez Anos (em castelhano: Guerra de los Diez Años) (1868–1878), também conhecida como Grande Guerra ou Guerra de '68, foi um confronto militar que começou em 10 de outubro de 1868 quando o empresário Carlos Manuel de Céspedes e seus seguidores declararam a independência de Cuba, que era colônia da Espanha. Esta foi o primeiro de três conflitos que visavam a secessão cubana do império espanhol, sendo seguida pela Pequena Guerra (1879–1880) e pela Guerra de Independência Cubana (1895–1898). O último grande conflito na região fez parte da Guerra Hispano-Americana.[1]

O conflito, apesar de mal sucedido em trazer independência a Cuba, serviu para aumentar a animosidade do povo cubano para com os espanhóis. Seguiu-se uma trégua tênue de dezessete anos antes que combates em larga escala voltassem a ocorrer. É estimado que pelo menos 300 mil pessoas perderam a vida na guerra.[2]

Referências

  1. Cuba: Between Reform and Revolution, terceira edição, Louis A. Perez, Jr., pgs 80-89, ISBN 0-19-517911-8.
  2. Navarro, José Cantón (1998). History of Cuba: The Challenge of the Yoke and the Star. Havana, Cuba: Editorial SI-MAR S. A. ISBN 959-7054-19-1.