Guaiá-açu

Menippe nodifrons ( nome comum : Goiá ou Guaiá) é uma espécie de caranguejo encontrada em águas tropicais quentes no oeste do Oceano Atlântico. Ocorre no Brasil desde o estado de SWanta Catarina ao Estado do Maranhão [3] ocorrendo também nos Estados Unidos no centro-leste da Flórida [4] e em plataformas de energia na costa da Louisiana[5]. É considerado uma iguaria gastronômica, havendo um festival do Goiá na região da Baía de Angra dos Reis, Rio de Janeiro, Brasil[6]. No atlântico oriental ocorre de Cabo Verde a Angola. Tem pouca procura para a pesca comercial pelo seu pequeno taamanho e dificuldade na pesca, uma vez que habita as frestas e reentrâncias dos costões rochosos. Na Flórida, somente a quela é aproveitada para a alimentação, sendo retirada do Goiá e o indivíduo é liberado para que a quela volte a crescer.

Menippe nodifrons
Scientific classification
Reino:
Filo:
Subfilo:
Classe:
Ordem:
Infraordem:
Familia:
Gênero:
Espécie:
Menippe nodifrons
Nome Binomial
Menippe nodifrons

Stimpson, 1859 [1]
Sinônimos [2]
  • Menippe nanus A. Milne-Edwards & Bouvier, 1898
  • Menippe rudis A. Milne-Edwards, 1879

ReferênciasEditar

  1. "Menippe nodifrons Stimpson, 1859". Integrated Taxonomic Information System. Retrieved November 25, 2011.
  2. Peter Davie & Charles Fransen (2010).
  3. A. M. Madambashi, R. A. Christofoletti & M. A. A. Pinheiro (2005). «Natural diet of the crab Menippe nodifrons Stimpson, 1859 (Brachyura, Menippidae) in Paranapuã Beach, São Vicente (SP), Brazil» (PDF). Nauplius. 13: 77–82 
  4. T. M. Bert. «Speciation in western Atlantic stone crabs (genus Menippe): the role of geological processes and climatic events in the formation and distribution of species». Marine Biology. 93: 157–170. doi:10.1007/BF00508253 
  5. D. B. Reeves (2017). «Stone Crab Menippe spp. Populations on Louisiana's Nearshore Oil and Gas Platforms: Higher Density and Size at Maturity on a Sand Shoal». Transactions of the American Fisheries Society. 146: 371-383. doi:10.1080/00028487.2017.1281164 
  6. Oshiro, Lidia Miyako Yoshii (1999). «Aspectos reprodutivos do caranguejo guaia, Menippe nodifrons Stimpson (Crustacea, Decapoda, Xanthidae) da Baía de Sepetiba, Rio de Janeiro, Brasil.». Revista Brasileira de Zoologia: 827-834. Consultado em 28 de março de 2021