Guerra de Sonderbund

A Guerra de Sonderbund é uma guerra civil que iniciou-se depois da constituição adoptada entre 1830-1831 no princípio da "Régénération" — período entre as revisões constitucionais cantonais e a fundação do Estado Federal Suíço em 1848 — onde onze cantões se tinham dotado de um regime liberal representativo. A questão da revisão do Pacto Federal de 1815 passa para primeiro plano. O conflito entre liberais-radicais e conservadores conduziu à formação de duas primeiras alianças separadas, ambas supra-confessionais (os aspectos religiosos não tiveram importância em princípio): em março de 1832, sete cantões liberais fundaram a Concordata dos Sete; em novembro, seis cantões conservadores criam a Liga de Sarnen, dissolvida pela Dieta federal em agosto de 1833, pois que entrava em conflito com o Pacto Federal. Quando em 1845, os sete cantões conservadores e católicos de Lucerna, Uri, Schwytz, (Unterwald que no caso é um cantão com dois semicantões que são Nidwald e Obwald), Zug, Friburgo e também o de Valais concluem uma associação defensiva visando sobretudo salvar a religião católica e a soberania cantonal.

Guerra de Sonderbund
Sonderbund War Map English.png
Verde: Confederados - Amarelo: Sonderbund
Castanho: Neutros
Data 3–29 de novembro de 1847
Local Suíça
Desfecho Vitória da Confederação
Dissolução da Sonderbund
Constituição Federal de 1848
Beligerantes
Confederação
Helvética
Sonderbund
Flag of Canton of Lucerne.svg Lucerna , Flag of Canton of Uri.svg Uri , Flag of Canton of Schwyz.svg Schwyz , (Unterwald Flag of Canton of Nidwalden.svg Nidwald + Flag of Canton of Obwalden.svg Obwald ), Flag of Canton of Zug.svg Zug , Flag of Canton of Fribourg.svg Friburgo , Flag of Canton of Valais.svg Valais
Comandantes
General Dufour Johann-Ulrich von Salis-Soglio
Forças
99 000 79 000
Baixas
60 mortos
386 feridos
26 mortos
114 feridos

Os liberais não viram outra coisa do que uma nova aliança separara, em alemão Sonderbund, termo que se impôs para designar este fato. A crise toma tais proporções que se transforma em 1847 numa guerra civil [1].

OrigensEditar

O problema dos conventos de Argóvia - acusados que são os conservadores católicos de se rebelarem contra a ordem do Grande Conselho de suprimir a paridade dos actos legislativos e a existência dos conventos [2] - agrava a oposição entre liberais-radicais e conservadores e dá-lhe uma dimensão religioso, confessional cada vez mais marcado.

Na realidade os conservadores católicos não aceitam a violação do artigo 12 do Pacto Federal que garantia a existência dos conventos. O problema dos jesuítas alarga o litígio e o camponês Josef Leu exige a integração destes. Os radicais exploram a situação e denunciam-na numa campanha de propaganda nacional [2].

Guerra civilEditar

 
General Guillaume-Henri Dufour

O rebelião alastra-se a todo o país e em Genebra James Fazy e o seu partido liberal ocupa a governo e dita as leis e outras exigências que estarão na origem da Revolução de Genebra de 1846. Em São Galo a maioria da Dieta declara a intenção de expulsar os jesuítas e de dissolver a Sonderbund, o que conseguem.

Na Prússia, na Áustria e em França, os governos têm receio de um alargamento da possível vitória dos radicais na Suíça pelo que estavam prontos a fornecer armas e dinheiro aos Sonderbund [3].

Ordenando aos seus soldados de pouparem os feridos, o General Dufour pensava já naquilo que se viria a ser a sua grande obra humanitária, a Cruz Vermelha.

ConsequênciasEditar

Mesmo que a guerra de Sonderbund só tenha durado 26 dias e fez cerca de 60 mortos e 386 feridos nas tropas da Dieta e 33 mortos e 124 feridos no outro campo, depois da guerra, a Dieta imputa as despesas aos vencidos e aos neutros, despesas que atingem os 6,18 milhões de francos suíços e os chefes do Sonderbund, grande parte deles refugiados no estrangeiro, são acusados de alta traição. No entanto, o tribunal não podendo identificar precisamente quem havia preparado os acontecimentos, suspende o processo e ninguém foi verdadeiramente acusado.

A Dieta envia aos cantões vencidos representantes federais encarregados de pôr em prática os novos governantes e proceder à expulsão dos jesuítas. Em todos os cantões, com excepção do de Schwyz, os radicais impuseram um governo que lhes convinha. A partir de 1848, uma comissão da Dieta elabora uma nova Constituição federal de inspiração radical. Esta foi aceite pelo povo na maioria dos cantões durante os meses de Julho e Agosto, o que chega aos olhos da maioria da Dieta para anular o Pacto de 1815; os conservadores católicos, que consideravam que só uma revisão aceite à unanimidade era legítima, interpretaram esta decisão como um acto revolucionário. O Pacto de 1815 não contendo disposições acerca da revisão, a questão resta controversa [4].

Sonderbund e o seu papel históricoEditar

O Sonderbund violava, como as alianças separadas e conservadoras que a haviam precedido, o Pacto de 1815, mas a sua fundação foi uma reacção compreensível perante os actos ilegais tais como a supressão dos conventos e as expedições dos Corpos francos, e perante a passividade da Dieta nestes assuntos. Para certos radicais isto e a questão dos jesuíta foi um achado que partiam da ideia que, sem violência, a Suíça não se poderia modificar. Foi por isso que forçaram o antagonismo até à guerra civil. Os cantões do Sonderbund, por outro lado, isolaram-se eles mesmo; eles acentuaram de tal maneira o aspecto confessional do conflito que os conservadores protestantes, que tinham sem dúvida posições muito próximas no plano político, afastaram-se dele ou mantiveram-se neutros [5].

ImagensEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Guerra de Sonderbund

BibliografiaEditar

  • E. Bonjour, Das Schicksal des Sonderbundes in zeitgenössischer Darstellung, 1947
  • J. Remak, A Very Civil War, 1993
  • P. Du Bois, La guerre du Sonderbund, 2003

Notas e referênciasEditar

Referências

  1. DHS: Sonderbund , op. cit.
  2. a b DHS: 1 - Les origines, op. cit.
  3. DHS: 2 - Vers la guerre civile, op. cit.
  4. DHS: 4 - Conséquences, op. cit.
  5. DHS: 5 - Contexte et rôle historiques du Sonderbund, op. cit.