Abrir menu principal

BiografiaEditar

Guido Arturo Palomba graduou-se, em 1974, pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos[1] e especializou-se em psiquiatria forense com título reconhecido pela Associação Médica Brasileira, Associação Brasileira de Psiquiatria e Sociedade Brasileira de Medicina Legal. Foi médico e médico-chefe do Manicômio Judiciário de São Paulo (1975-1985) e é perito habilitado nos Tribunais Judiciários de São Paulo desde 1975 até o presente. Tem atuado, desde 1985, como consultor convidado de alguns órgãos de comunicação para assuntos psiquiátrico-forenses, assim como professor convidado de algumas faculdades de direito, de psicologia e de medicina, entre outras entidades como a Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra, Ordem dos Advogados do Brasil, Academia de Polícia de São Paulo, Polícia Militar, Associação Paulista de Medicina. Membro do Conselho Editorial de revistas científicas e culturais,nacionais e internacionais. Foi diretor científico, no Brasil, do British Medical Journal. [2] Possui pequena coleção de livros raros e raríssimos de Psiquiatria Forense, de Psiquiatria e de Medicina Legal.

Principais cargos e funções exercidasEditar

  • Médico-chefe do antigo Manicômio Judiciário de São Paulo (1975-1985)
  • Presidente do Departamento de Psiquiatria Forense da Associação Paulista de Medicina(2005-2006)
  • Presidente da Academia Medicina de São Paulo(2003-2004/2007-2008)
  • 4º vice-presidente da Federação Brasileira de Academias de Medicina (2005-2008)
  • Perito habilitado nos Tribunais Judiciários de São Paulo desde (1975 até o presente)
  • Diretor cultural da Associação Paulista de Medicina (1991-1995 e de 1999 até o presente)
  • Coordenador do Suplemento Cultural da Associação Paulista de Medicina (1988 até o presente)
  • Curador da Pinacoteca da Associação Paulista de Medicina
  • Ex-diretor científico, no Brasil, do British Medical Journal, edição em língua portuguesa
  • Articulista da revista Psique Ciência e Vida (Editora Escala), colaborador de outros meios de comunicação e autor de mais de duzentos e cinquenta artigos científicos e culturais (entre eles, a série A Decadência da Psiquiatria)

Participações em entidadesEditar

  • Membro emérito da Academia de Medicina de São Paulo [ingressou em 1992], secretário adjunto (1997-1998); secretário-geral (1999-2000); presidente eleito (2001-2002); presidente (2003-2004); vice-presidente (2005-2006); presidente (2007-2008); Comissão de Patrimônio (2009-2012); Conselho Científico (2013-2017)
  • Membro titular da Academia Paulista de História (desde 1992)
  • Membro Ttitular da Academia Cristã de Letras (desde 2001)
  • Membro titular do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (desde 2004), com comenda Dom Pedro I e Centenário de Fundação[3]
  • Membro titular do Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Sorocaba (desde 2004)
  • Membro fundador da Academia Hispano-brasileira de Ciências, Artes e Letras (1984)
  • Membro do Clube Machado de Assis (1996)
  • Membro Remido do Clube dos 21 Irmãos Amigos (desde 1985)
  • Membro da International Academy of Law and Mental Health (2002-2007)
  • Membro correspondente da Academia Cearense de Medicina (desde 1992)
  • Membro do Conselho Penitenciário de São Paulo (2009-2011)
  • Membro da Comissão Antidrogas da Ordem dos Advogados do Brasil (2010-2012)
  • Membro da Ordem Nacional de Escritores
  • Membro do Conselho Consultivo da Fundação Adelino Ângelo, Porto (Portugal)
  • Sócio fundador da Sociedade Brasileira de História da Medicina
  • Irmão remido da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (desde 2002)
  • Cofundador do Museu de História da Medicina (Associação Paulista de Medicina)
  • Cofundador do futuro Museu da Tolerância (Universidade de São Paulo)
  • Fundador e presidente do Comitê Multidisciplinar de Psiquiatria Forense da Associação Paulista de Medicina (2005-2006)

PublicaçõesEditar

Além de diversas obras publicadas como autor, autor-coordenador ou coautor, Palomba também publicou mais de duas centenas de artigos científicos e culturais.

Livros publicados como autorEditar

  • Noções Básicas de Psiquiatria Forense (Sugestões Literárias, 1992);
  • Loucura e Crime (Fiuza, 1996);
  • Tratado de Psiquiatria Forense Civil e Penal (Atheneu, São Paulo, 2003); ISBN 8574540781
  • Dicionário Biográfico da Psiquiatria e da Psicologia (Editora Juarez de Oliveira, 2009);
  • História da Academia de Medicina de São Paulo (Edição Independente, 2013).
  • Perícia na Psiquiatria Forense (Editora Saraiva, 2016). ISBN 9788502629714
  • Insania Furens - Casos Verídicos de Loucura e Crime (Editora Saraiva, 2017).

Livros publicados como autor coordenadorEditar

  • 450 Anos de História da Medicina Paulistana (Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2004);
  • Associação Paulista de Medicina, 75 Anos (Atheneu, Rio de Janeiro, 2005).
  • Acervo da Pinacoteca da Associação Paulista de Medicina (São Paulo, 2015)

Livros em que participou como coautorEditar

  • 7 de março (Academia de Medicina de São Paulo, 2012);
  • Homicídio crime rei (Coordenação de Laerte Marzagão, Editora Quartier Latin, 2009).

Livros em que participou como colaboradorEditar

  • AMB 60 anos (Associação Médica Brasileira, São Paulo, 2011);
  • Conquistas e desafios, 80 anos da Associação Paulista de Medicina (SMS Editora, São Paulo, 2011).

Referências

Ligações externasEditar