Harlem

bairro de Manhattan, na cidade de Nova Iorque, Estados Unidos
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Harlem (desambiguação).

Harlem é um bairro de Manhattan, na cidade de Nova Iorque, conhecido por ser um grande centro cultural e comercial dos afro-americanos. Apesar de o nome ser geralmente atribuído a toda a região alta de Manhattan, o Harlem é tradicionalmente limitado pela Rua 155 (155th Street) a norte e o Rio Harlem a leste. O limite ocidental de Harlem é o Rio Hudson, que serve adicionalmente como limite da cidade, do condado (county) e do estado de Nova Iorque.

Harlem
Bairro dos Estados Unidos Flag of the United States.svg
Harlem - W125st - Madison Avenue.jpg
155th Street entre a Park Avenue e a Madison Avenue.
Informação geral
Estado Nova Iorque
Cidade Nova Iorque
Região Manhattan
Limita-se com Carnegie Hill  · Central Park  · East River  · Harlem River  · Manhattanville  · Morningside Heights  · Upper East Side
Contem Astor Row  · Carnegie Hill (parte)  · Hamilton Heights  · Manhattanville (parte)  · East Harlem  · Strivers' Row  · Sugar Hill  · Upper West Side (parte)
Área 3,871 mi²
População aproximada 363 633
Código postal 10026
Harlem map2.png
Bairro delimitado pela linha pontilhada
Portal Portal Estados Unidos

HistoriaEditar

Era colonialEditar

O nome Harlem vem de "Nieuw Haarlem" (Nova Haarlem), o assentamento holandês que fazia referência à cidade de Haarlem, capital da província da Holanda do Norte nos Países Baixos, dos primeiros imigrantes da região que chegaram com a Companhia das Índias Ocidentais. A area foi casa dos povos indigenas como as Lenapes antes colonização por os Holandês. A ilha da Manhattan foi comprada, da perspectiva dos Holandeses em 1626 e uma vila formada, separado do maior Nova Amsterdã logo após. Uma coleção de fazendas até o século XVII, a área foi totalmente queimado pelas forças britânicas durante a Revolução Americana.

Século XIXEditar

Décadas depois, quando a grade de ruas atual foi construída em toda a ilha, o bairro veria crescimento populacional novamente. Na década de 1830, a Ferrovia Nova Iorque e Harlem conectaria o bairro ao resto de Manhattan[1]. Em meados do século, seria um lar para imigrantes alemães que fugiam das condições de superlotação no extremo sul da ilha. Outros grupos étnicos seguiriam, incluindo italianos e judeus. Mais crescimento populacional viria com a construção de trens elevados de Ferrovia Manhattan acima da Avenida 8a (agora Frederick Douglass Boulevard)[2].

CulturaEditar

O bairro também é notoriamente conhecido por cultura afro-americano. A area passou a ser o centro do vida negra com o começo de Grande Migração depois da Primeira Guerra Mundial. Milhares de pessoas fugindo opressão racial, violência da turba e falta de oportunidades econômicas chegou e formado organizações sociais e políticas para melhorar a situação dos negros. UNIA, um grupo pan-africano criada por Marcus Garvey, foi fundado no bairro.

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Harlem
  Este artigo sobre geografia dos Estados Unidos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. Nevius, James (27 de junho de 2018). «The elevated era». Curbed NY (em inglês). Consultado em 24 de julho de 2021 
  2. «History of Harlem». Harlem Heritage Tours & Cultural Center (em inglês). Consultado em 24 de julho de 2021