Hemisfério norte

O hemisfério norte é a metade da Terra que fica ao norte da linha do equador. Para outros planetas do Sistema Solar, o norte é definido como estando no mesmo hemisfério celestial em relação ao plano invariável do sistema solar como o polo Norte da Terra.[1]

Hemisfério Norte sombreado em azul. Os hemisférios parecem desiguais aqui porque a Antártica não é mostrada.
Hemisfério Norte de cima do Pólo Norte.

Devido à inclinação axial da Terra de 23,439281°, o inverno no hemisfério norte dura do solstício de dezembro (normalmente 21 de dezembro UTC) ao equinócio de março (normalmente 20 de março UTC), enquanto o verão dura do solstício de junho até o equinócio de setembro (normalmente em 23 de setembro UTC). As datas variam a cada ano devido à diferença entre o ano civil e o ano astronômico. No hemisfério norte, as correntes oceânicas podem alterar os padrões climáticos que afetam muitos fatores na costa norte. Esses eventos incluem ENSO (El Niño-Oscilação Sul).

Os ventos alísios sopram de leste a oeste logo acima do equador. Os ventos puxam as águas superficiais com eles, criando correntes, que fluem para o oeste devido ao efeito Coriolis. As correntes então dobram para a direita, rumo ao norte. A cerca de 30 graus de latitude norte, um conjunto diferente de ventos, os ventos de oeste, empurram as correntes de volta para o leste, produzindo um ciclo fechado no sentido horário.[2]

Sua superfície é 60,7% de água, em comparação com 80,9% de água no caso do Hemisfério Sul, e contém 67,3% do território terrestre.[3] Europa e a América do Norte estão inteiramente no hemisfério norte da Terra.

Geografia e climaEditar

O Ártico é uma região em torno do Pólo Norte (latitude 90°). Seu clima é caracterizado por invernos frios e verões frios. A precipitação vem principalmente na forma de neve. As áreas dentro do Círculo Polar Ártico (66 ° 34′ de latitude) apresentam alguns dias no verão em que o Sol nunca se põe e alguns dias durante o inverno em que nunca nasce. A duração dessas fases varia de um dia para locais no Círculo Ártico a vários meses perto do Pólo, que é o meio do Hemisfério Norte.

Entre o Círculo Ártico e o Trópico de Câncer (23° 26 de latitude) fica a zona temperada do Norte. As mudanças nessas regiões entre o verão e o inverno são geralmente amenas, em vez de calor ou frio extremo. No entanto, um clima temperado pode ter um clima muito imprevisível.

As regiões tropicais (entre o Trópico de Câncer e a linha do equador, 0° de latitude) são geralmente quentes durante todo o ano e tendem a experimentar uma estação chuvosa durante os meses de verão e uma estação seca durante os meses de inverno.

No hemisfério norte, os objetos que se movem através ou acima da superfície da Terra tendem a virar para a direita por causa do efeito Coriolis. Como resultado, fluxos horizontais de ar ou água em grande escala tendem a formar giros que giram no sentido horário.[4]

A sombra de um relógio de sol se move no sentido horário nas latitudes ao norte do ponto subsolar. Durante o dia, nessas latitudes, o Sol tende a subir ao máximo na posição ao sul. Entre o Trópico de Câncer e o Equador, o sol pode ser visto ao norte, diretamente acima, ou ao sul ao meio-dia, dependendo da época do ano. No hemisfério sul, o Sol do meio-dia está predominantemente no norte.

Quando vista do hemisfério norte, a Lua parece invertida em comparação com uma vista do hemisfério sul.[5][6] O Polo Norte está voltado para longe do centro galáctico da Via Láctea.

DemografiaEditar

O Hemisfério Norte é o lar de aproximadamente 6,40 bilhões de pessoas, o que representa cerca de 87,0% da população humana total da Terra de 7,36 bilhões de pessoas.[7][8][9]

Referências

  1. Archinal, Brent A.; A'Hearn, Michael F.; Bowell, Edward G.; Conrad, Albert R.; Consolmagno, Guy J.; et al. (2010). «Report of the IAU Working Group on Cartographic Coordinates and Rotational Elements: 2009» (PDF). Celestial Mechanics and Dynamical Astronomy. 109 (2): 101–135. Bibcode:2011CeMDA.109..101A. doi:10.1007/s10569-010-9320-4. Consultado em 26 de setembro de 2018. Cópia arquivada (PDF) em 4 de março de 2016 
  2. Society, National Geographic (1 de julho de 2019). «Ocean Currents». National Geographic Society (em inglês). Consultado em 16 de outubro de 2020 
  3. Life on Earth: A - G.. 1. [S.l.]: ABC-CLIO. 2002. p. 528. ISBN 9781576072868. Consultado em 8 de setembro de 2016 
  4. US Department of Commerce, National Oceanic and Atmospheric Administration. «Boundary Currents - Currents: NOAA's National Ocean Service Education». oceanservice.noaa.gov (em inglês). Consultado em 31 de julho de 2020 
  5. Laura Spitler. «Does the Moon look different in the northern and southern hemispheres? (Beginner) - Curious About Astronomy? Ask an Astronomer». cornell.edu. Consultado em 10 de setembro de 2015 
  6. «Perspective of the Moon from the Northern and Southern Hemispheres». Consultado em 22 de outubro de 2013. Cópia arquivada em 9 de setembro de 2017 
  7. Calculated from World Population Yearbook 2019(in thousands) World total population: 7,359,970 Northern hemisphere population: 6,405,030 87.0% Southern Hemisphere population: 954,940 13.0% Note 1) If there is no data for 2019, the latest data was used. Note 2) Countries with land that straddles the equator are divided into half populations in each of the northern and southern hemispheres.
  8. «90% Of People Live In The Northern Hemisphere - Business Insider». Business Insider. 4 de maio de 2012. Consultado em 10 de novembro de 2015 
  9. «GIC - Article». galegroup.com. Consultado em 10 de novembro de 2015 
  Este artigo sobre geografia (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.