Sir Henry Harwood Harwood
Harwood é cumprimentado pelo ministro britânico, o Sr. E Millington-Drake em sua chegada a Montevidéu após a Batalha do Rio da Prata.
Nascimento 19 de janeiro de 1888
Cidade de Westminster, Londres
Reino Unido
Morte 9 de junho de 1950 (62 anos)
Goring-on-Thames, Oxfordshire
Reino Unido
Serviço militar
Lealdade  Reino Unido
Serviço  Marinha Real Britânica
Anos de serviço 1904–1945
Patente Almirante
Comando HMS Cumberland (1927-1928)
HMS Warwick (1929-1930)
HMS London (1932-1934)
HMS Exeter (1936-1939)
Conflitos Segunda Guerra Mundial
Condecorações Ordem do Império Britânico, Ordem do Banho

Sir Henry Harwood Harwood (19 de janeiro de 1888 - 9 de Junho de 1950), foi um oficial naval Britânico, que ganhou fama na Batalha do Rio da Prata, durante a Segunda Guerra Mundial. O combate aconteceu no Atlântico Sul em 13 de dezembro de 1939, próximo ao Estuário do Rio da Prata.

CarreiraEditar

Harwood entrou na Royal Navy em 1903 com apenas 12 anos de idade, no posto de Grumete, especializando-se mais tarde em operações com torpedos. Em 1919, atuou no encouraçado HMS Royal Sovereign, 1º Esquadrão de Batalha. Em 1929 foi promovido a capitão, vindo a se tornar Oficial Comandante do destróier HMS Warwick e Comandante-Chefe da 9ª Divisão de Destroyers.

Nos anos de 1931 e 1932, participou de treinamentos na Marinha Britânica sendo ao final do curso promovido a Comandante de cruzadores pesados, já no posto de capitão.

Em setembro de 1936 foi nomeado Comodoro da Marinha Real Britânica[1], assumindo o Comando da Divisão Sul-Americana e Antilhas, servindo ao mesmo tempo, como Comandante do cruzador pesado HMS Exeter.

Com a explosão da Segunda Guerra Mundial, o comando do HMS Exeter passou para o Capitão Bell, tendo Harwood assumido o comando a Força-Tarefa, tendo o como navio-capitânia o HMS Exeter.

Com as operações do Cruzador alemão Admiral Graf Spee no Atlântico Sul, foi determinado que a Força G, composta então pelos Cruzadores Pesados Cumberland e HMS Exeter e os Cruzadores Leves HMS Achilles e HMS Ajax, navegassem abaixo do Linha do Equador. Esta operação tinha como objetivo patrulhar as rotas marítimas que levavam mercadorias do sul do continente para a Europa.

BatalhaEditar

 
HMS Exeter ao largo da costa de Sumatra (Índias Holandesas) em 1942

Na manhã do dia 13 de dezembro de 1939, o Graf Spee foi interceptado pelo Cruzador Pesado Britânico HMS Exeter e pelo Cruzadores Leves HMS Ajax e HMS Aquiles, nas proximidades do estuário do Rio da Prata.

O combate foi feroz, mesmo o Graf Spee possuindo um armamento superior ao dos seus adversários, estava em desvantagem numérica. Durante o combate o Exeter foi atingido, reduzindo sua participação na batalha, porém os cruzadores leves, mais rápidos que o Spee, conseguiram lhe infrigir pesados dados.

Vendo-se acuado e sem condições de lutar, o navio buscou refúgio no porto de Montevidéu. Não conseguindo os reparos necessários e pressionado pela Política Internacional, o comandante foi obrigado a deixar o porto. Mas a armada inglesa estava a sua espera na saída do estuário e assim que deixasse águas territoriais uruguaias ele seria novamente atacado. Desta forma o Capitão Langsdorff deu ordens de afundar o navio, o qual fizeram logo na saída do estuário.

Após esta operação, Harwood foi imediatamente promovido a Contra-Almirante, recebendo o título de Cavaleiro Real Inglês.

Aposentou-se em 15 de agosto de 1945 com o posto de Almirante, faleceu em 9 de junho de 1950, Goring-on-Thames, Oxfordshire, Inglaterra.

Referências

  1. Denominação tradicional da frota da Marinha Real Britânica

BibliografiaEditar

  • Coleção 70º Aniversário da II Guerra Mundial, Abril- 2009
  • Eugen, Millington-Drake. A Batalha do Rio da Prata, Flamboyant - 1967
  • La Batalla del Rio de La Plata, History Channel Latin America

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.