Hermann von Boyen

Leopold Hermann Ludwig von Boyen (Kreuzburg, 20 de junho de 1771Berlim, 15 de fevereiro de 1848) foi um oficial do exército prussiano que ajudou a reformar o exército prussiano no início do século XIX. Ele também serviu como ministro da guerra da Prússia no período de 1810-1813 e, posteriormente, novamente de 1 de março de 1841 a 6 de outubro de 1847.

Hermann von Boyen
Nascimento 20 de junho de 1771
Kreuzburg
Morte 15 de fevereiro de 1848 (76 anos)
Berlim

VidaEditar

Nascido em Kreuzburg (hoje Slavskoye, Rússia) na Prússia Oriental, Boyen ingressou no exército em 1784 em Königsberg. Em 1788, como segundo-tenente recém-cunhado, assumiu um cargo na academia militar de Königsberg, onde também assistiu a algumas das palestras de Immanuel Kant.

De 1794 a 1796, Boyen participou da campanha polonesa como Ajudante do General von Günther. Em 1799, ele se tornou capitão. Ele serviu na guerra de 1806 no Estado-Maior do Duque de Brunswick e foi ferido na Batalha de Auerstädt (14 de outubro de 1806). Após o Tratado de Tilsit (julho de 1807), ele se tornou major e membro da comissão de reorganização militar de Gerhard von Scharnhorst.

Em 1810, Boyen tornou-se Diretor do Gabinete Militar. Na reconstituição do exército prussiano, ele atuou como o ajudante mais diligente de Scharnhorst, mas após a conclusão da aliança entre a Prússia e a França em 1812, ele renunciou ao posto de coronel e visitou Viena e São Petersburgo. Os acontecimentos de 1813 viram-no ser chamado de volta ao serviço prussiano: como coronel, acompanhou o exército russo desde a sua base em Kalisz até à Saxónia. Após a Batalha de Lützen (2 de maio de 1813), ele ficou encarregado dos guardas de fronteira e, em última instância, da defesa de Berlim. Mas durante a trégua, o rei Frederico Guilherme III nomeou-o Chefe do Estado-Maior General do 3º Corpo de Exército. Como tal, Boyen participou das batalhas e escaramuças de 1813 e 1814 e foi promovido a major-general.

Após a primeira Paz de Paris (30 de maio de 1814), Boyen assumiu sua nomeação como Ministro da Guerra. Ele completou a criação da reserva Landwehr (iniciada durante a guerra) e em 1818 tornou-se tenente-general. Ele lutou em vão contra as crescentes forças reacionárias que ameaçavam a ampla base popular da Landwehr, e renunciou em 1819.

Por 21 anos Boyen viveu aposentado, ocupando-se com os estudos históricos, até que o rei Frederico Guilherme IV, imediatamente após ascender ao trono, o chamou de volta ao serviço ativo e o promoveu a general da infantaria. Em março de 1841, ele mais uma vez assumiu o Ministério da Guerra, embora sem exercer grande influência na situação política geral. Ele renunciou em novembro de 1847, recebeu o posto de marechal de campo e morreu em 15 de fevereiro de 1848. O rei deu o nome dele à fortaleza de Lötzen, na Prússia Oriental.[1][2]

O filho de Boyen, também chamado Hermann von Boyen, era o ajudante geral do rei. Ele se aposentou como governador de Berlim em 1879. Hermann von Boyen foi enterrado no cemitério Invalidenfriedhof em Berlim.

TrabalhosEditar

 
Sepultura de Herrmann von Boyen no Cemitério dos Inválidos

Hermann von Boyen escreveu (entre outras obras):

  • Beiträge zur Kenntnis des Generals v. Scharnhorst (1833)
  • Erinnerungen aus dem Leben des Generalleutnants v. Günther (1834).
  • Vorwärts !: ein Husaren-Tagebuch und Feldzugsbriefe von Gebhardt Leberecht von Blücher etc. (1914, diário durante seu período sob os Hussardos)
  • Gesammelte Schriften und Briefe / Blücher, Yorck, Gneisenau; zusammengestellt und hrsg. von Edmund Th. Kauer (1932, cartas, incluindo aquelas para Yorck e Gneisenau)
  • Kampagne-Journal der Jahre 1793 und 1794 (1796, diário de campanha)

Ele também escreveu a canção "Der Preußen Losung" (1838).

HonrariasEditar

Referências

  1. The life and campaigns of Field-Marshal Prince Blücher of Wahlstatt translated in part from the German of Count Gneisenau ... London, 1815 (and this is available in a reprint edition: London: Constable, 1996 ISBN 0-09-476640-1
  2. Ernest F. Henderson: Blücher and the uprising of Prussia against Napoleon, 1806-1815. New York: Putnam, 1911 (now available in reprint: Aylesford: R. J. Leach, c1994 ISBN 1-873050-14-3

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.